terça-feira, março 19, 2019
Home Blog

Brasil prata no revezamento dos Jogos Sul-Americanos de Praia

0

Deu prata para o Brasil na prova que fechou as águas abertas dos Jogos Sul-Americanos de Praia, em Rosário, na Argentina. O revezamento 6 quilômetros misto do Brasil chegou em segundo atrás da Venezuela campeã da prova com quatro segundos a frente do time brasileiro.

O Brasil nadou a prova com Alexandre Finco, Bruce Hanson, Marina Amorim e Aricia Perée. Com o resultado, a equipe brasileira sai da competição com duas medalhas, a prata do revezamento mais o bronze de Perée nos 10 quilômetros.

Resultado da prova:
1o Venezuela 54:41
2o Brasil 54:37
3o Argentina 55:25
4o Equador 55:49
5o Perú 55:49
6o Chile 1:01.03
7o Bolívia 1:03.00
Colômbia desclassificada

Link para o site oficial e resultados completos:
https://suramericanos.gob.ar/resultados-en-vivo/

Brasil é prata no revezamento dos Jogos Sul-Americanos de Praia

0

Equipe brasileira terminou em segundo lugar na prova do revezamento misto 6 quilômetros nos Jogos Sul-Americanos de Praia, em Rosário, na Argentina.

Kyle Chalmers primeiro 47 de 2019 e mais 1:47 nos 200 e 52 de borboleta

0

O australiano Kyle Chalmers, campeão olímpico dos 100 metros nado livre no Rio 2016, fez o primeiro 47 da temporada. O nadador foi o maior destaque do Campeonato Estadual de New South Wales disputado no final de semana com três vitórias, a mais expressiva delas 47.89 nos 100 metros nado livre. Foi o seu melhor tempo desde que conquistou o ouro olímpico.

Na prova, Chalmers fez parciais de 23.10 e 24.79 para os 47.89. Na Olimpíada, ele foi campeão com 47.58. Além dos 100 livre, Chalmers ainda venceu no Estadual de New South Wales os 200 livre com 1:47.45 e os 100 metros borobleta com 52.61.

Vencedores de provas:
400 metros nado livre masculino – Elijah Winnington 3:48.68
50 metros borboleta feminino – Holly Barratt 26.08
200 metros borboleta masculino – Lewis Clareburt 1:57.91
100 metros peito feminino – Jessica Hansen 1:06.91
50 metros peito masculino – Matthew Wilson 28.10
100 metros nado livre feminino – Cate Campbell 53.21
100 metros nado livre masculio – Kyle Chalmers 47.89
400 metros medley feminino – Barbora Zavadova da República Tcheca 4:46.11
200 metros costas feminino – Kaylee McKeown 2:09.49
50 metros costas masculino – William Yang 25.11
800 metros nado livre feminino – Kiah Melverton 8:37.54
400 metros nado livre feminino – Kiah Melverton 4:11.19
50 metros borboleta masculino – William Yang 24.49
100 metros borboleta feminino – Emma McKeon 57.84
200 metros nado livre masculino – Kyle Chalmers 1:47.45
100 metros costas feminino – Madison Wilson 1:00.20
100 metros peito masculino – Matthew Wilson 59.83
200 metros peito feminino – Jenna Strauch 2:27.84
200 metros costas masculino – Tristan Hollard 1:58.10
50 metros nado livre feminino – Cate Campbell 24.41
200 metros medley masculino – Matthew Wilson 2:00.54
800 metros nado livre masculino – Zac Reid 8:04.06
200 metros borboleta feminino – Laura Taylor 2:09.42
100 metros borboleta masculino – Kyle Chalmers 52.61
50 metros peito feminino – Leiston Pickett 31.16
200 metros peito masculino – Matthew Wilson 2:08.56
200 metros nado livre feminino – Madison Wilson 1:58.18
50 metros nado livre masculino – James Roberts 22.54
200 metros medley feminino – Kaylee McKeown 2:11.50
400 metros medley masculino – Lewis Clareburt 4:17.79
50 metros costas feminino – Holly Barratt 28.39
100 metros costas masculino – William Yang 54.84
1500 metros nado livre masculino – Wilson Sim 15:29.76
1500 metros nado livre feminino – Kiah Melverton 16:27.15

Link para os resultados completos:
https://www.anotherpb.com/liveresults/

Best Memória: Rebecca Soni completa 32 anos de idade

0
LONDON, ENGLAND - AUGUST 02: Rebecca Soni of the United States celebrates after winning gold and setting a new world record time of 2:19.59 in the Women's 200m Breaststroke Final on Day 6 of the London 2012 Olympic Games at the Aquatics Centre on August 2, 2012 in London, England. (Photo by Ezra Shaw/Getty Images)

Duas vezes olímpica, seis vezes medalhista olímpica, Rebecca Soni está completando hoje 32 anos de idade.

Aposentada desde 2013, a nadadora especialista na prova de peito trouxe um novo patamar para a sua técnica de recuperação e projeção mantando o corpo totalmente alinhado com a água. Soni conquistou 22 medalhas internacionais e quebrou oito recordes mundiais. No seu aniversário, veja a matéria especial feita com ela pela Trans Sport World.

Fotos da prova dos 10K nos Jogos Sul-Americanos de Praia

0

Cenas da prova dos 10 quilômetros disputada no domingo nos Jogos Sul-Americanos de Praia, em Rosário, Argentina.

Aricia Perée da a volta por cima e leva bronze nos 10K Sul-Americano de Praia

0

A sua estreia em uma competição absoluta internacional não poderia ser pior. Aricia Perée levou pancadas, perdeu o grupo e teve problemas com a forte corrente na prova de sábado dos 5 quilômetros dos Jogos Sul-Americanos de Praia. Abandonou a prova chorando. Ontem, a baiana de 17 anos de idade voltou a baía de Rosário, na Argentina, para a redenção.

Terminou em terceiro lugar a prova dos 10 quilômetros atrás da peruana Maria Alejandra Bramont Arias e da argentina Julia Arino. Vice campeã mundial júnior no ano passado, Bramont Arias é a maior estrela da competição tendo vencido as duas provas, 5 e 10 quilômetros.

Entre os homens, Alexandre Finco foi o melhor brasileiro nas duas provas. Ficou em quinto nos 10 e em sexto lugar nos 5 quilômetros. Bruce Hanson, o outro brasileiro, uma posição atrás. Esteban Enderica do Equador venceu a prova masculina dos 10 quilômetros e o venezuelano Diego Vera levou os 5 quilômetros.

Hoje, a partir das 15 horas, horário local, teremos a prova que encerra as águas abertas nos Jogos Sul-Americanos de Praia em Rosário. É a disputa do revezamento misto em 6 quilômetros com cada nadador fazendo um percurso de 1,5 quilômetros. O Brasil disputa uma medalha frente a Argentina, Equador e Venezuela.

Resultados:
10 quilômetros masculino
1o Esteban Enderica do Equador
2o Diego Vera da Venezuela
3o Wilder Carreño da Venezuela
5o Alexandre Finco do Brasil
6o Bruce Hanson do Brasil

10 quilômetros feminino
1o Maria Bramont do Perú
2o Julia Arino da Argentina
3o Aricia Peree do Brasil

5 quilômetros masculino
1o Diego Vera da Venezuela 51:37.25
2o David Farinango do Equador 51:58.14
3o David Castro do Equador 52:19.45
6o Alexandre Finco do Brasil 53:01.12
7o Bruce Hanson do Brasil 53:03.16

5 quilômetros feminino
1o Maria Bramont Arias do Perú 53:05.57
2o Paola Perez da Venezuela 54:02.25
3o Liliana Hernandez da Venezuela 54:04.46
7o Marina Amorim do Brasil 56:33.32
Aricia Peree do Brasil não completou a prova

Bighetti e Furtado, mais duas pratas para o Brasil no NCAA Divisão II

0

Duas medalhas de prata para os nadadores brasileiros na última etapa do Campeonato Americano Universitário da Divisão II encerrado no sábado em Indianápolis. Victor Rocha Furtado da Florida Tech que já havia sido prata nos 50 livre, agora ficou em segundo lugar nas 100 jardas livre. Logo na sequência, Nathan Bighetti da Henderson State também se sagrou vice campeão fazendo um belo final de prova nas 200 jardas costas.

Melhor nadador brasileiro na Divisão II pelo segundo ano consecutivo, Victor Furtado foi prata nos 50 e 100 livre nestes dois últimos anos de elebilidade. Na prova de sábado, Furtado fez a sua melhor marca pessoal 43.07 para chegar em segundo lugar atrás do alemão Marius Kusch campeão da prova com 41.73, novo recorde da Divisão II. No ano passado, Furtado havia sido prata com 43.18.

Nathan Bighetti faz a sua primeira temporada universitária nos Estados Unidos. O nadador do Minas representa a Henderson State e depois de não conseguir chegar a final A dos 100 costas, terminou em segundo lugar nos 200 e quase venceu a prova. Bighetti ficou em segundo com 1:42.68 apenas 22 centésimos atrás de Harry Shalamon da Grand Valley.

Com as duas medalhas dos brazucas no sábado tivemos um total de 5 medalhas conquistadas por brasileiros no NCAA Divisão II deste ano:

Victor Rocha Furtado, Florida Tech, prata nos 50 e 100 livre
João Vitor Tomaz, Emmannuel College, prata nos 100 peito
Nathan Bighetti, Henderson State, prata nos 200 costas
Yasmin Preusse, Drury, bronze no 4×100 medley

Resultados brasileiros no Top 8 nas provas de sábado:
100 jardas livre masculino
2o Victor Rocha Furtado da Florida Tech 43.07
7o João Vitor Tomaz do Emmanuel College 43.85

200 jardas costas masculino
2o Nathan Bighetti da Henderson 1:42.68

200 jardas peito masculino
8o João Ribeiro da Wayne State 2:00.65

O nadador alemão Marius Kusch, de 25 anos de idade, atleta da Queens University foi o melhor nadador da Divisão II deste ano. Foram quatro vitórias individuais (100 livre, 200 medley, 100 costas, 100 borboleta), três delas com novo recorde nacional. Ele ainda fez parte de três revezamentos campeões. Nas 100 jardas livre, com os 41.73 de sua vitória, se tornou no primeiro nadador da Divisão II a quebrar a barreira dos 42 segundos. Foi seu terceiro título consecutivo na prova. Vale destacar que na semana anterior, Kusch também nadou o TYR Pro Swim Series, em Des Moines, Iowa, inclusive subindo ao pódio em algumas provas.

Resultado final
Feminino
1o Queens 707,5 pontos
2o Drury 345 pontos
3o West Chester 249 pontos

Masculino
1o Queens 606 pontos
2o Delta State 364,5 pontos
3o Indianapolis 305 pontos

Link para os resultados completos:
https://iunat.iupui.edu/content/Other-Information/LiveResults/index.htm

Best Memória: Katie Ledecky e seus 14 recordes mundiais

0

Kathleen Genevieve Ledecky, Katie Ledecky, completa hoje 22 anos de idade. Para celebrar, a Best Swimming destaca todos os recordes mundiais na carreira da maior fundista da natação mundial.

Até hoje, Ledecky quebrou 14 recordes mundiais, a segunda maior recordista mundial da história. Desde 2013, os 1500 metros nado livre foram quebrados seis vezes, os 800 livre cinco vezes e os 400 livre por três vezes. Desde 2013, apenas no ano de 2017 ela não quebrou nenhum recorde mundial.

No. Event Time Meet Location Date Age
1 1500 m livre 15:36.53 Campeonato Mundial Barcelona 30/07/2013 16
2 800 m livre 8:13.86 Campeonato Mundial Barcelona 03/08/2013 16
3 1500 m livre (2) 15:34.23 TWST Senior Invitational Shenandoah 19/06/2014 17
4 800 m livre (2) 8:11.00 2014 TWST Senior Invitational Shenandoah 22/06/2014 17
5 400 m livre 3:58.86 Campeonato Americano Irvine 09/08/2014 17
6 400 m livre (2) 3:58.37 Pan Pacífico Gold Coast 23/08/2014 17
7 1500 m livre (3) 15:28.36 Pan Pacífico Gold Coast 24/08/2014 17
8 1500 m livre (4) 15:27.71 Campeonato Mundial Kazan, Russia 03/08/2015 18
9 1500 m livre (5) 15:25.48 Campeonato Mundial Kazan 04/08/2015 18
10 800 m livre (3) 8:07.39 Campeonato Mundial Kazan 08/08/2015 18
11 800 m livre (4) 8:06.68 Arena Pro Swim Series Austin 17/01/2016 18
12 400 m livre (3) 3:56.46 Olimpíada Rio de Janeiro 07/08/2016 19
13 800 m livre (5) 8:04.79 Olimpíada Rio de Janeiro 12/08/2016 19
14 1500 m livre (6) 15:20.48 TYR Pro Swim Series Indianapolis 16/05/2018 21

 

Breno Correia melhora 200 livre no Regional do Pinheiros 1:47.06

0
Breno Correia. Campeonato Mundial Junior de Natacao, realizado na IUPUI. 27 de agosto de 2017, Indianapolis, EUA. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Uma semana depois de fazer sua melhor marca pessoal nos 200 metros nado livre no TYR Pro Swim Series em Des Moines, em Iowa, Breno Correia voltou a baixar seu tempo. Desta vez foi no Torneio Regional disputado neste sábado na piscina do Pinheiros nadando a prova para 1:47.06. Na semana passada, ele havia vencido a prova nos Estados Unidos com 1:47.83.

Confira um comparativo nos parciais de Breno na prova da semana passada e hoje no Regional do Pinheiros:
TYR Pro Swim Series – 52.54, 55.17, 1:47.83
Regional SP – 52.05, 55.01, 1:47.06

Entre as mulheres, o melhor resultado do dia veio com Etiene Medeiros, atleta do SESI-SP, em sua única prova, 25.06 nos 50 metros nado livre.

A prova mais equilibrada do dia foi os 100 metros borboleta masculino com quatro nadadores na casa dos 53 segundos. Leo de Deus da Unisanta venceu com 53.71 batendo Pedro Vieira do Pinheiros por um centésimo. Nicholas Santos da Unisanta em terceiro com 53.78 e Luiz Altamir Melo do Pinheiros com 53.91.

Melhores tempos de cada prova:
200 metros nado livre feminino – Manuella Lyrio do Pinheiros 2:01.17
200 metros nado livre masculino – Breno Correia do Pinheiros 1:47.06
100 metros costas feminino – Natália de Luccas do Paineiras 1:03.52
100 metros costas masculino – Guilherme Guido do Pinheiros 54.86
800 metros nado livre feminino – Yasmin Viana Lopes do Pinheirso 9:54.94
200 metros peito feminino – Pamela Alencar Souza do Pinheiros 2:31.82
200 metros peito masculino – Raphael Rodrigues do SESI 2:17.94
100 metros borboleta feminino – Giovanna Diamante do Pinheiros 59.95
100 metros borboleta masculino – Leo de Deus da Unisanta 53.71
800 metros nado livre masculino – Eric Silveira do SESI 9:02.84
400 metros medley feminino – Florencia Perotti do Pinheiros 4:57.70
400 metros medley masculino – Gabriel Ogawa do Pinheiros 4:33.58
100 metros nado livre feminino – Larissa Oliveira do Pinheiros 54.86
100 metros nado livre masculino – Marcelo Chierighini do Pinheiros 48.94
1500 metros nado livre feminino – Maria Manuela Sertã do Paineiras 19:14.79
200 metros borboleta feminino – Giovanna Diamante do Pinheiros 2:14.55
200 metros borboleta masculino – Leonardo de Deus da Unisanta 2:06.29
100 metros peito feminino – Jhennifer Conceição do Pinheiros 1:09.55
100 metros peito masculino – João Luiz Gomes Jr do Pinheiros 1:00.79
1500 metros nado livre masculino – Thiago Barbosa do Paineiras 17:21.64
200 metros medley feminino – Florencia Perotti do Pinheiros 2:18.66
200 metros medley masculino – Thiago Simon da Unisanta 2:04.06
50 metros borboleta feminino – Luanna Martins de Oliveira do Pinheiros 27.49
50 metros borboleta masculino – Nicholas Santos da Unisanta 23.27
50 metros costas feminino – Beatriz Lima e Silva do SESI 30.51
50 metros costas masculino – Guilherme Guido do Pinheiros 25.76
400 metros nado livre feminino – Manuella Lyrio do Pinheiros 4:21.10
400 metros nado livre masculino – Breno Martins Correia do Pinheiros 3:57.22
50 metros nado livre feminino – Etiene Medeiros do SESI 25.06
50 metros nado livre masculino – Marcelo Chierighini do Pinheiros 22.36
200 metros costas feminino – Florencia Perotti do Pinheiros 2:18.65
200 metros costas masculino – Leonardo de Deus da Unisanta 2:04.17
50 metros peito feminino – Jhennifer Conceição do Pinheiros 31.83
50 metros peito masculino – João Luiz Gomes Jr. do Pinheiros 27.23

Link do site oficial com os resultados completos:
https://www.aquaticapaulista.org.br/eventos.php?evento=4190

Fotos dos 5K no Sul-Americano de Praia

0

Fotos direto de Rosário, na Argentina, prova dos 5 quilômetros dos Jogos Sul-Americanos de Praia.

Temperatura da água é o grande problema para as águas abertas de Tóquio 2020

0
2018??SONYF55?4K????????????????????? AERIAL, odaiba Tokyo, Japan2018, aerial shot of the Tokyo around the Rainbow Bridge.

Odaiba Marine Park, este foi o local escolhido e anunciado pelo Comitê Tóquio 2020 para as disputas das provas de águas abertas dos Jogos Olímpicos de 2020. O local, um ilha artificial na baía de Tóquio também está escolhida como sede para a prova de natação do triatlo olímpico. Há mais de 20 anos o local é utilizado nos campeonatos nacionais de triatlo e provas de águas abertas.

Bonito, bem localizado, nem tão limpo, são raras as oportunidades de balneabilidade. Em 2017, durante 21 dias o local foi analisado e altos índices da bactéria E. Coli deixaram alarmados os organizadores que iniciaram um tratamento específico junto as autoridades locais.

Um dos tratamentos foi a colocação de barreiras que contém a poluição e também a entrada de arraias na área utilizada por banhistas. Este problema, entretanto, não é o maior para a organização da prova de águas abertas e do triatlo olímpico. A temperatura da água é o que preocupa.

Tivemos recorde de temperatura na década no último verão japonês. A temperatura e sensação térmica superou os 40 graus, e a temperatura da água esteve por volta dos 31 graus. Pelas regras da FINA, com 32 graus, nem prova pode ser realizada. A USA Swimming, inclusive, tem uma regra específica que não aceita provas com mais de 31,5 graus.

Por conta das condições de balneabilidade, a prova de águas abertas do Pan Pacífico em agosto do ano passado foi transferida para Hojo Beach, uma praia distante 70 quilômetros do Odaiba Marine Park. Lá, em condições boas, baixas ondas, a prova foi disputada com a temperatura de 27 graus. Hojo Beach é hoje a opção de uma possível transferência do local.

O que mais se destaca no Odaiba Marine Park é sua localização e beleza. A prova disputada bem no centro de Tóquio teria outra dimensão. O local é bem turístico, tem a ponte do arcoíris ao fundo, enormes torres e hotéis na região, até uma réplica da estátua da liberdade.

Odaiba foi construído em 1850 para efeito de segurança da cidade e o parque inaugurado em 1975. O local tem apenas 800 metros de praia, mas é be frequentado e funciona 24 horas por dia.

Odaiba Plage é uma ação que a prefeitura de Tóquio fez nos moldes desenvolvidos pela cidade de Paris há mais de 10 anos. Na intenção de promover o turismo nas margens do rio Sena, uma praia é aberta ao pública durante o verão.

No Odaiba Plage a iniciativa foi um sucesso nos últimos anos. O local reservado tem uma série de regras (23 no total) que proíbem desde o uso de equipamentos de som até mesmo a exposição de corpos tatuados. Tatuagens no Japão são consideradas ofensivas.

Veja o relatório do controle da qualidade e temperatura de água feita pelo Comitê Tóquio 2020 em 2017:

https://tokyo2020.org/en/news/notice/20171004-01.html

Site oficial do Odaiba Marine Park:

http://www.tptc.co.jp/en/c_park/01_02

João Vitor Tomaz é prata na Divisão II do NCAA

2

Segunda medalha individual brasileira no Campeonato Americano Universitário da Divisão II do NCAA. Na terceira etapa da competição em Indianápolis, o paranaense João Vitor Tomaz do Emmanuel College foi prata nas 100 jardas peito com 52.95.

No dia de ontem, apenas ele e Rodrigo Berti de Indianápolis, quinto colocado nos 100 costas, foram os brazucas que ficaram no top 8 das finais. Competição termina neste sábado.

Resultados brasileiros no terceiro dia:
100 jardas costas masculino
5o Rodrigo Codo Berti da Indianapolis 47.11

100 jardas peito masculino
2o João Vitor Tomaz do Emmanuel College 52.95

Classificação ao final do penúltimo dia
Feminino 1o Queens 497 pontos
Masculino 1o Queens 450 pontos

Link dos resultados completos:
https://iunat.iupui.edu/content/Other-Information/LiveResults/index.htm

Best Memória: 90 anos de CONSANAT

0

Hoje é dia de festa para a natação sul-americana. A CONSANAT, Confederação Sul-Americana de natação está completando 90 anos de vida. A entidade que organiza e regulamenta os esportes aquáticos em nosso continente foi fundada em 16 de março de 1929, em Santiago no Chile.

A CONSANAT organiza o Campeonato Sul-Americano dos Esportes Aquáticos Absoluto, a cada dois anos, nos anos pares, o Sul-Americano dos Esportes Aquáticos Juvenil a cada dois anos, nos anos ímpares, os Campeonatos Sul-Americanos Masters de Piscina Curta e Piscina Longa todos os anos, mas alternados.

Na sua fundação, Chile, Perú, Argentina e Uruguai eram os países filiados a FINA. O Brasil não era nem filiado e nem participou da fundação da entidade. Spencer Le May do Chile foi ali eleito o primeiro presidente da entidade.

O Brasil até hoje teve quatro presidentes da CONSANAT. Foram eles Rivadavia Correia Meyer, Ruben Dinard de Araújo, Rubem Márcio Dinard e Coaracy Nunes Filho. O atual presidente é o paraguaio Juan Carlos Orihuella re-eleito no ano passado e com mandato até 2022.

Lista de todos os Presidentes da CONSANAT

Presidentes País Período
Spencer Le May  Chile 19291934
Mario Negri  Argentina 19341949
Rivadavia Correa Meyer  Brasil 19491956
Germán Boisset Ortega  Chile 19561966
Sebastián Salinas Abril Perú 19661972
Rubén Dinard De Araujo  Brasil 19721976
Julio Cesar Maglione Uruguai 19761978
Luis Chiriboga Parra  Ecuador 19781980
Emilio Horacio Aguado  Argentina 19821986
Francisco Luis Velásquez  Colombia 19861990
José Máximo Grimolizzi  Argentina 19901994
Ruben Marcio Dinard  Brasil 19941998
Jaime Cárdenas Gutiérrez  Colombia 19982006
Coaracy Nunes Filho  Brasil 20062010
Francisco Javier López Chaves  Colombia 20102014
Juan Carlos Orihuella Paraguai 2014-2022

 

Entidades filiadas a CONSANAT:
Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guyana, Paraguai, Perú, Suriname, Uruguai e Venezuela.

Best Vídeo: Michael Andrew descreve sua campanha de 5 ouros no TYR Pro Swim Series

0

Vlog do nadador americano Michael Andrew relatando sua campanha de cinco medalhas de ouro no TYR Pro Swim Series em Des Moines, Iowa.

Como estão as obras da nova piscina que vai receber a natação no Pan Lima 2019

0

Atualização do novo complexo aquático que vai receber as provas de natação dos Jogos Pan Americanos Lima 2019.

PUBLICIDADEFABIOLA MOLINA
SWIM CHANNEL
PUBLICIDADEMANSUR SPORTS