Kristof Milák vive a melhor fase da sua carreira. Campeão e recordista mundial dos 200 metros borboleta, foi o grande nome do Torneio 4 Nações disputado neste final de semana em Budapeste. A competição reunindo a Seleção da Hungria, Áustria, República Tcheca e Polônia, foi o primeiro torneio internacional pós-Pandemia e foi disputado na piscina Alfred Hajos, na Ilha de Margarida, em Budapeste.

Milák ganhou suas três provas de borboleta e ainda foi prata nos 100 e 200 livre. Na edição do jornal esportivo Nemzeti Sport desta terça-feira, o Head Coach da Seleção Húngara Csaba Sós declarou que “sabia que Milák era um bom nadador, mas não sabia que era um gênio”.

Na capa do mesmo Nemzeti Sport desta quarta-feira Milák aceita: “Sou um gênio mesmo, mas um gênio de treinar, de me dedicar, de me esforçar, de me sacrificar…”.

 

 

Veja a campanha de Milák nos três dias de competição:

Sexta-feira
200 metros nado livre – 1:50.57 nas eliminatórias, 1:47.16 na final
100 metros borboleta – 52.30 nas eliminatórias, 51.14 (parcial 24.04) na final
Revezamento 4×100 livre – Parcial 48.55

Sábado
200 metros borboleta – 1:58.30 nas eliminatórias, 1:55.01 na final (24.82, 53.28, 1:23.64, 1:55.01 parciais)
Revezamento 4×100 medley – Parcial borboleta 50.83

Domingo
50 metros borboleta – 23.90 nas eliminatórias, 23.48 na final
100 metros nado livre – 49.54 nas eliminatórias, 48.77 na final

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *