Imprensa chinesa publicou hoje que a Corte Suprema da Suíça ainda não deliberou sobre a apelação do caso Sun Yang. O nadador chinês foi julgado pelo CAS/TAS em 15 de novembro do ano passado e suspenso por oito anos em anúncio feito em 28 de fevereiro deste ano.

Sun Yang é representado por duas das maiores firmas de direito da Suíça, Bonnard Lawson e Schllenberg Wittmer, que entraram com a primeira apelação no dia 28 de abril. No dia 15 de junho, outro pedido de apelação, desta vez, não mais pedindo a completa anulação da suspensão de Sun Yang, mas uma redução dos oito anos imposta pelo CAS/TAS.

Bonnard Lawson é a mesma firma que defendeu 39 atletas russos e conseguiu a reversão de seus casos em disputa de doping anterior.

A Corte Suprema da Suíça não vai julgar Sun Yang e todo o incidente de sua controversa coleta e destruição de material no exame anti-doping surpresa de setembro de 2018. A análise da Corte será sobre o procedimento do CAS/TAS no julgamento.

Embora sejam remotíssimas as chances de reversão, ficou constatado inúmeros problemas de tradução no julgamento de Sun Yang que, inclusive, chegou a ser interrompido por conta disso.

Os casos de Sun Yang estão reconhecidos pela numeração divulgada hoje pela imprensa chinesa: 4A_192/2020 e 4A_318/2020.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *