A Best Swimming vai começar a dar uma revisada em números, estatísticas e projeções da natação brasileira. Para isso, vamos debulhar os registros históricos e numéricos em pesquisa feita dentro dos arquivos da CBDA e BigMídia. Nesta primeira fase de análise, vamos apresentar um perfil mais detalhado da natação feminina no Brasil.

Antes de entrarmos no mundo da natação, é importante identificar a população brasileira até mesmo para uma melhor relação com os dados que serão apresentados. Segundo dados da PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) 2019, o número de mulheres no Brasil é superior ao de homens. A população brasileira é composta por 48,2% de homens e 51,8% de mulheres.

Utilizando o mesmo ano, 2019, a CBDA contabilizou um total de 10.535 nadadores federados. Isso dá um percentual de 40% de mulheres federadas no Brasil e 60% de homens.

Se você achar que existem poucas mulheres nadando, e existem, saiba que estes 40% é o maior número destes últimos anos, em 2018 e 2017 eram 39% e em 2016 e 2015 eram 38%.

Esta diferença entre homens e mulheres na natação brasileira também pode dar a impressão de que isso só aconteça nas classes mais altas, o que não é verdade. Os dados apontam que realmente a diferença é maior nas categorias maiores, mas de todos os atletas registrados, as mulheres só são maioria na categoria Pré-Mirim, onde nem provas da CBDA existem. Já na categoria Mirim, atletas de 9 e 10 anos de idade, os homens com 55% já são maioria. A maior vantagem masculina acontece no Júnior, os homens chegam a 70% contra 30% das mulheres.

 

Veja abaixo o levantamento da temporada de 2019 de atletas confederados na CBDA:

CATEGORIAS TOTAL ATLETAS FEMININO MASCULINO DIFERENÇA PRÓ FEMININO %
Pré-Mirim 200 102 98 4 51% X 49%
Mirim 1.504 685 819 -134 45% X 55%
Petiz 2.409 1.115 1.294 -179 46% X 54%
Infantil 2.311 960 1.351 -391 41% X 59%
Juvenil 1.729 605 1.124 -519 34% X 66%
Júnior 1.148 351 797 -440 30% X 70%
Senior 1.234 397 837 -440 32% X 68%
Total 10.535 4.215 6.32 -2.105 40% X 60%

Fonte: CBDA/BigMídia

No próximo levantamento faremos uma análise de como estes números nos últimos 10 anos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *