A bela estrutura do INSEP, o Instituto Nacional de Esporte, Expertise e Performance, na Avenida Tremblay, em Paris, amanheceu vandalizada com palavras racistas em imagens de alguns dos mais destacados atletas negros da França. O maior deles, por sinal, o judoca Teddy Riner, bi campeão olímpico e oito vezes campeão mundial.

Além de Riner, as imagens de Dimitrou Bacou, bronze nos 110 metros com barreira no Rio 2016 e do paratleta Michael Jérémiaz, três vezes medalhista paralímpico e porta-bandeira da França no Rio 2016, foram marcadas com as palavras “negro” e “macaco”.

Os atos ganharam grande repercussão na França inclusive com uma nota de repúdio da Ministra do Esporte Roxana Maracineanu, ex-nadadora e medalha de prata nos 200 metros costas nos Jogos de Sydney 2000. Segundo Maracieanu, os atos foram “covardes e lamentáveis”.

Enquanto o INSEP já preparava para a remoção das pichações, o caso foi encaminhado para a Polícia Francesa para identificação de possíveis suspeitos.

Algumas imagens do vandalismo:

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *