Para entender o motivo dos movimentos dos grupos de atletas na revogação da Regra 50 da Carta Olímpica precisamos identificá-la e descreve-la. A pedido do Comitê Executivo do Comitê Olímpico Internacional, a Comissão de Atletas do COI e o grupo Athletes365 se reuniram e deliberaram um documento que foi apresentado e aprovado na reunião do Comitê em dezembro.

A discussão é a manifestação dos atletas no pódio, eventos que aconteceram nas cerimônias de premiação do Campeonato Mundial dos Esportes Aquáticos em Gwangju, na Coreia do Sul, e nos Jogos Pan Americanos em Lima, no Perú. No documento apresentado, e que aparece na sua íntegra abaixo, os pontos mais importantes são:

Onde os protestos e demonstrações não são permitidos durante os Jogos Olímpicos:
* Em todas as zonas olímpicas, incluindo as áreas de competição
* Na Vila Olímpica
* Nas cerimônias de premiação
* Durante as cerimônias de abertura, encerramento ou outras cerimônias oficiais
* Qualquer protesto ou demonstração feito fora das zonas olímpicas, precisa respeitar as leis locais

Durante os Jogos Olímpicos onde os atletas podem expressar suas opiniões:
* Durante as entrevistas coletivas ou entrevistas nas zonas mistas, nos Centros de Imprensa
* Nas reuniões de equipe
* Nas suas redes sociais e ou através da mídia tradicional

Estas regras são válidas também para todos os demais credenciados dos Jogos, como treinadores, comissão técnica, árbitros, dirigentes.

Alguns exemplos do que seria expor manifestações ou posicionamentos políticos:
* Expor mensagens políticas, incluindo sinais ou pulseiras
* Gestos de conotação política, seja com as mãos ou ajoelhar
* Recusar seguir o procedimento de protocolo de premiação

Veja a Regra 50 por completo:
https://www.olympic.org/-/media/document%20library/olympicorg/news/2020/01/rule-50-guidelines-tokyo-2020.pdf

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *