Tudo foi e segue afetado pela Pandemia do Coronavírus. As competições esportivas universitárias do NCAA para a próxima temporada “estão garantidas, mas com menor duração”, esta foi uma das frase do Presidente da entidade Mark Emmert que deu entrevista a rede americana CNN na sexta-feira.

Todas as competições universitárias a partir de março foram canceladas, afetando diretamente os campeonatos de natação, basquete entre tantos outros. As aulas do próximo ano letivo começam em agosto, e as disputas deveriam começar em setembro.

As Universidades estaduais da Califórnia já anunciaram que não vão abrir seus campus para receber os alunos e o próximo semestre será todo online. Isso já é um indicativo de que outras universidades, e de outros estados, possam fazer o mesmo. Com as aulas online, treinamentos cancelados, ficaria impossível a disputa esportiva.

De qualquer forma, outras universidades já garantiram que reabrirão seus campus e terão aulas presenciais com novos protocolos de distanciamento social nas classes e dependências universitárias.

Emmert, de qualquer forma, diz que vai tentar reabrir a temporada esportiva universitária do país e questionado se algum estudante-atleta for infectado, sua resposta foi de que: “Será inevitável. Afinal, somos quase meio milhão de atletas, 1.100 instituições de ensino, 19.000 equipes, vai ser impossível não ter alguém com o vírus”.

NCAA é a sigla para National Collegiate Athletic Association, entidade que organiza e administra o esporte universitário nos Estados Unidos. A entidade tem 110 anos e tem sede na cidade de Indianápolis. Há três temporadas a arrecadação anual supera o bilhão de dólares e grande parte, 82%, vem dos direitos de televisão e marketing do campeonato de basquete masculina da Divisão I.

A partir da temporada de 2021/2022, está prevista uma modificação nas regras do esporte universitário americana onde atletas poderão receber prêmios e patrocínios pelas suas participações esportivas. Regras e detalhes desta modificação radical no atual modelo estão sendo preparadas e devem ser anunciadas ainda este ano.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *