O EOC, Associação dos Comitês Olímpicos da Europa realizou uma pesquisa junto a 50 de seus filiados para avaliar o impacto da Pandemia do Coronavírus no esporte europeu. A pesquisa realizada entre 6 a 14 de abril teve o engajamento de 90% dos comitês nacionais.

Na avaliação, 93,3% de atletas e entidades disseram que foram afetadas pela Pandemia. Focando nas áreas de administração, atletas, eventos e suporte, os resultados apontaram que 66,7% dos atletas de elite estiveram impedidos de utilizar os centros de treinamento. Somente 28,8% dos atletas disseram tiveram acesso aos centros, porém com condições impostas.

Mais da metade, 53%, dos comitês providenciaram assistência psicológica aos atletas durante o período da Pandemia. A respeito dos patrocinadores, 86,7% dos comitês disseram estar em negociação por conta da transferência dos Jogos de Tóquio para 2021. Tivemos 6,7% de contratos que foram cancelados e 6,6% de contratos que foram estendidos.

De todos comitês consultados, quase 100% teve eventos cancelados entre fevereiro e junho. O cancelamento gerou inúmeros prejuízos as entidades e 71,1% dos comitês ainda não conseguiu determinar o valor exato da perda.

No suporte das autoridades, 77,8% dos comitês nacionais informaram que os governos ofereceram ajuda financeira, redução de impostos e condições especiais de treinamento para os atletas durante o período.

Para consultar o relatório da pesquisa clique aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *