O Brasil segue em quarentena, mas alguns lugares já tem gente treinando. Em Santa Catarina, no Mato Grosso do Sul, e outros lugares, mas pode-se dizer que 98% da natação brasileira está fora d’água. O Blog dá uma volta ao mundo trazendo um panorama do que está rodando ao redor do planeta:

* O Canadá está parado, mas já marcou suas datas de Seletiva Olímpica e Paralímpica para o mesmo período que aconteceria este ano, mas agora em 2021. O local será o mesmo, mas com um dia a menos, ou seja, ao invés de etapas, apenas cinco. A equipe de águas abertas para a seletiva olímpica, dois de cada sexo, serão apurados num torneio que acontecerá em Grand Cayman, nas Ilhas Caymãs, em abril de 2021. Este ano, a Swimming Canadá está programando um Training Camp reunindo os principais nadadores da Seleção Canadense de piscina e águas abertas, será em Ontário, de 25 a 29 de agosto. O Canadá também pretende levar um grupo grande de atletas para o Campeonato Mundial de Piscina curta que acontece em Abu Dhabi, de 15 a 20 de dezembro deste ano.

* A Rússia se manteve na água por alguns dias durante a quarentena imposta pelo Governo, até uma decisão do Ministro da Saúde proibindo o acesso a todas piscinas do país. Na próxima semana, uma reunião vai determinar a data da volta que em princípio está marcada para maio.

* Na Holanda, atividades ao ar livre serão liberadas na próxima semana. Na quarta-feira começa o acesso dos principais nadadores do país as piscinas, mas com restrições de um atleta por raia e distanciamento de 1,5 metros. Os holandeses tem nove atletas com marca A para os Jogos Olímpicos de Tóquio mais os nadadores de águas abertas Ferry Weertman e Sharon van Rouwendaal.

* Nos Estados Unidos, natação cancelada pela USA Swimming até junho. Entretanto, muitas federaõçes já cancelaram todo calendário do verão. Piscinas públicas por todo país estão anunciando a não execução dos programas de verão. A Liga de Verão dos Estados Unidos, natação para jovens atletas não federados movimenta milhões de crianças e está totalmente comprometida para este ano. Sobre atletas da elite, poucos, muito poucos tem tido acesso a piscinas, normalmente em fundos de quintal em suas residências ou amigos. Paralização é quase completa.

* Na República Tcheca, oito nadadores da Seleção Principal, acompanhados de quatro de seus treinadores tiveram acesso liberado a piscina de Podoli desde o dia 22 de abril. É uma piscina de 50 metros, ao ar livre, e somente o grupo tem acesso ao local.

* Piscinas estão fechadas na China, mas a Seleção Chinesa está fazendo um training camp em Zhejiang reunindo os principais atletas do país. Acesso controlado e até gerou controvérsia durante a semana quando o site Swimming World denunciou que Sun Yang estava convocado para participar do training camp que vai até junho. A Federação Chinesa publicou um comunicado negando o convite para o nadador que está suspenso por oito anos.

* Países paralizados em situação semelhante ao Brasil: Grã-Bretanha, França, Espanha, Itália, Japão.

2 respostas
  1. Neno garo
    Neno garo says:

    mas no Brasil estamos com vários atletas olímpicos treinando que conseguiram autorização para treinar em.seus condomínios… apareceu até na TV.

    Responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *