Poucos dias depois de ser pai pela segunda vez, em plena quarentena, Daiya Seto encerra sua relação com o treinador Takayuki Umehara.

Vivendo o melhor da sua carreira, alcançando seus melhores tempos, sendo o único nadador japonês já classificado para a Olimpíada, trocar de técnico agora? E o pior, sem ter novo treinador indicado. De acordo com a repórter Retta Race do site americano SwimSwam, Seto seria o seu próprio treinador até a Olimpíada.

Seto, pelos critérios da Federação Japonesa, com os títulos dos 200 e 400 medley em Gwangju, ganhou a classificação para a Olimpíada. Ele ainda irá tentar a vaga nos 200 borboleta para ser as três provas do seu programa olímpico.

Desde o ano passado, Seto vive uma das melhores fases entre todos os nadadores do mundo. Além dos títulos mundiais, ele conseguiu melhores marcas pessoais em todas as suas provas e ainda bateu o recorde mundial dos 400 medley em piscina curta.

De 2016 para cá, depois de ter sido bronze nos 400 medley na Olimpíada do Rio, Seto se tornou na maior esperança da natação japonesa. Em 2017, se casou com a saltadora Yuka Mabuchi. Depois foi bronze nos 200 borboleta e 400 medley do Mundial de Budapeste. Em 2018, o casal ganhou a primeira filha, Seto se tornou campeão do Pan Pacífico nos 200 borboleta, campeão mundial de piscina curta nos 200 borboleta e 400 medley. No ano passado, os títulos de Gwangju e o recorde mundial dos 400 medley na disputa da ISL completaram mais uma temporada positiva. Este ano, Seto sem descansar nada, conseguiu melhores marcas pessoais em quatro provas.

Com toda esta super fase, não surpreende o seu tom de lamento e até revolta quando saiu a mudança de data dos Jogos Olímpicos para o próximo ano. Sua crítica é bem ostensiva e pode ser verificada na matéria publicada no Japan Times (link).

Afastado dos treinamentos por decisão do Governo Japonês, Seto instalou uma piscina no quintal de casa e até publicou a imagem em suas redes sociais.

Daiya Seto estava sob o comando de Takayuki Umehara desde os 12 anos de idade, são 14 anos de relação rompida.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *