Era o penúltimo dia da Seletiva Olímpica de 2016, 19 de abril daquele ano, Larissa Oliveira quebrava o seu próprio recorde sul-americano e garantia sua segunda prova individual nos Jogos Olímpicos do Rio. Veja a prova que deu a Larissa os 54.03 que até hoje se mantém como recorde continente dos 100 metros nado livre.

Detalhe técnico: Preste a atenção na rapidez e eficiência no giro de virada de Larissa. Fantástico! 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *