O esporte universitário está parado.Tudo cancelado, mas os dirigentes seguem trabalhando. Há duas semanas, o NCAA informou que vai fazer uma redução de 125 milhões de dólares para a próxima temporada no valor que distribui entre as Conferências. Agora, novas regras e discussões estão sendo feitas e uma delas já tem até data para ser votada.

É dia 20 de maio, quando, em teleconferência, a entidade, junto com diretores atléticos das universidades e conferências, irão discutir uma importante regra que pode acabar com o impedimento por toda temporada que atualmente vigora nas regras de transferência. Esta mudança seria restrita a apenas uma mudança de universidade durante a elegibilidade.

Atualmente, atletas universitários quando trocam de equipe durante os quatro anos em que pode disputam os esportes do NCAA, devem ficar um ano sem poder competir. Tal impedimento pode ser isentado caso a universidade de origem autorizar a sua transferência.

Na natação, até é comum esta liberação, mas nos esportes coletivos, como basquete, futebol americano e beisebol, quase nunca acontece. A mudança, se aprovada, vai isentar os atletas desta autorização e a imediata condição legal de participar das competições.

Num levantamento da ESPN, só no basquete a mudança de regra iria permitir a participação imediata de 565 jogadores já na temporada de 2021.

A mudança das regras de profissionalização do esporte universitário não devem ser tratadas pelo menos até o próximo ano.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *