A história é forte, e daquelas que a gente vê o quanto o esporte nos une e nos faz superar dificuldades.

Dois primos, em janeiro de 2015, Thiago, de 14 anos, Samuel de 8 anos, soltavam pipa em Campinas. Quando foram retirá-la de um poste, sofreram uma descarga elétrica. Ambos tiveram que amputar os dois braços e ficaram meses hospitalizados.

O caso comoveu a todos na época. A recuperação foi longa e o esporte determinante para que isso acontecesse de forma mais rápida.Hoje, ambos fazem parte da nova geração da natação paralímpica do Brasil. Já participam dos campeonatos regionais e nacionais.

Nesta quarentena, conheci o canal do Samuka Supera, este é o nome que o jovem Samuel, agora com 13 anos de idade, se auto denomina. Seu canal de Youtube é um show de alegria, superação. Uma bela mensagem para o movimento paralímpico.

Tóquio está muito perto, mas não duvido nada se em Paris 2024 esta dupla aparecer por lá.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *