O dia 27 de julho de 2019 jamais vai sair da cabeça do nadador grego Kris Gkolomeev. A medalha de prata, empatado com Bruno Fratus na final dos 50 metros nado livre do Mundial de Gwangju foi apenas a segunda medalha da história da Grécia em Campeonatos Mundiais de Longa. E a primeira em provas olímpicas!

Antes da prata de Gkolomeev, os gregos apenas ganharam uma medalha, um ouro com Aristeidis Grigoriadis nos 50 metros costas no Mundial de Montreal, em 2005.

 

Foto do Mundial de Gwangju por Maddie Meyer/Getty Images)

 

Os 21.45 de Gwangju foi a sua segunda melhor marca, apenas um centésimo do recorde nacional de seu país estabelecido no Campeonato Europeu de 2018, quando ficou em segundo lugar um décimo atrás de Ben Proud.

Considerada a maior esperança da natação da Grécia na atualidade, Gkolomeev nasceu na Bulgária, e superou um drama familiar bem grande para chegar onde está.

Kristian Tsvetanov Gkolomeev nasceu no dia 4 de julho de 1993, em Velingrado, na Bulgária. Sua mãe, Kristina, faleceu por complicações no parto. Seu pai, Tsvetan Golommev foi um destacado nadador búlgaro, olímpico em 1980 e 1988 que faleceu em 2010 após oito meses de luta contra um câncer. Com 2,02m, é um dos mais altos velocistas da natação mundial na atualidade.

 

Campeão do NCAA duas vezes

 

Antes disso, a família já havia se mudado para a Grécia, onde adotou a cidadania. Sua estréia internacional foi no Campeonato Mundial Júnior de 2011, em Lima, no Perú, foi medalha de bronze com 22.80 nos 50 metros nado livre.

No ano seguinte, antes de se tornar olímpico, foi estudar na Universidade do Alabama, nos Estados Unidos. Lá, teve destacada passagem, se sagrando campeão do NCAA tanto nos 50 livre como nos 100 livre. Já graduado em “human performance exercise Science”, deixou as suas marcas como recorde da escola com 18.64 nas 50 jardas livre e 41.56 nas 100 jardas livre.

 

Foto de Mike Lewis

 

Sua estréia nos Jogos Olímpicos foi em Londres 2012,  um modesto 31o lugar com 50.08 nos 100 metros nado livre.Nos anos seguintes, uma constante evolução nos Campeonatos Mundiais até chegar a medalha em Gwangju no ano passado:

 

ANO LOCAL RESULTADO TEMPO
2013 Barcelona 24o 22.62
2015 Kazan 7o 21.98
2017 Budapeste 7o 21.73
2019 Gwangju 2o 21.45

Gkolomeev chegou a semifinal dos 50 livre nos Jogos do Rio em 2016. Depois de 21.93 nas eliminatórias, terminou em 13o lugar com 21.98 na semi. Ele ainda nadou os 100 livre terminando em 20o lugar com 48.68.

 

Junto com Ben Proud, no pódio do Europeu 2018

 

Cheio de sonhos e expectativa, Golomeev quer colocar a Grécia de volta no pódio da natação olímpica. Isso não acontece desde a primeira edição dos Jogos, no distante 1896, quando os gregos ganharam sete medalhas, um ouro, três pratas e três bronzes. Depois disso, saltos ornamentais, polo aquático e até uma prata com Spyridion Gianniotis na prova de águas abertas dos Jogos do Rio 2016.

No ano passado, Gkolomeev fez parte da equipe do Aquacenturions na temporada inaugural da ISL. Ele faz parte do Team Speedo, a equipe de atletas internacionais patrocinados pela empresa e está treinando com Dave Marsh no Team Elite, na Califórnia.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *