Todos foram afetados, não há dúvida disso, todas as 33 federações esportivas internacionais do programa olímpico tiveram prejuízos das mais diversas formas com a mudança da data dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021. Entretanto, abaixo descrevo porque a FINA foi a mais afetada:

  • Nenhuma das 33 federações, além da FINA, teve 5 seletivas olímpicas canceladas. Foram canceladas as disputas do polo aquático feminino que seria em fevereiro na Italias, o polo aquático masculino que seria em março na Holanda, os saltos ornamentais que seria no Japão em abril, o nado artístico que seria no Japão em abril e maio e as águas abertas marcada para Yokohama, no final de maio.
  • Com a mudança dos Jogos Olímpicos para 2021, o calendário da Copa do Mundo deste ano deve ser revisto. A FINA deve fazer algumas ou todas as etapas em piscina longa.
  • O Mundial de Piscina Curta em Abu Dhabi, em dezembro, foi bastante afetado e será, se mantido, muito esvaziado.
  • Isso sem falar no Campeonato Mundial dos Esportes Aquáticos. Marcado para Fukuoka, em julho de 2021, inicialmente a data mais provável para realização da Olimpíada.

Aproveitando para informar que a FINA retirou todas as informações referentes aos Jogos Olímpicos de Tóquio de seu site. Todos regulamentos, programação e critérios. Isso é um indicativo de que a entidade já trabalha na reformulação de tudo que estava publicado.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *