FINA é que está com a bola. O Mundial dos Esportes Aquáticos de Fukuoka é hoje o grande empecilho do COI para ajustar a data dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2021. Ontem, o Blog postou a intenção do Presidente do Comitê Técnico John Coates que pretende colocar o evento em julho. Como o Mundial de Atletismo poderia passar para 2022 em declaração do Presidente da World Athletics, Sebastian Coe, o problema é o nosso Mundial de Fukuoka. A competição está marcada para 16 de julho a 3 de agosto.

Hoje, em Live no Instagram, o treinador sérvio Srjdjan Filipovic me indicou uma bela alternativa. O Mundial de 2021 será todo feito em estruturas permanentes e a FINA bem poderia antecipar o Mundial de Longa para dezembro deste ano e deixar o Mundial de Curta para dezembro do próximo ano.

Pode parecer absurdo, mas não é. O problema maior são os ajustes de logística e organização, mas todos sabemos que com a Olimpíada em 2021 teremos ampla mudança em todo calendário. A Copa do Mundo, por exemplo, vai ser toda, ou parte em piscina longa. A temporada da ISL que teria 27 competições e iria de setembro a abril, não vai mais.

Eu, particularmente, sigo com minha ideia, sem Mundial em 2021. Fukuoka pega o de 2023, Doha passa para 2025 e assim por diante. O único contraponto a isso é grana! Os Mundiais são grande fonte de renda da FINA. Ficar um ano sem realizar Mundial pode, e vai, abalar o orçamento anual da entidade.

Quem quiser assistir a Live que fiz com o coach Srdjan Filipovic está na minha conta de Instagram.

2 respostas
  1. Luan Alves Chaves
    Luan Alves Chaves says:

    Coach sabe como ficam os casos de suspensão por doping?? Os atletas que cumpririam suspensão nessa olimpíada em 2020 ficariam elegíveis para o ano que vem? Eles continuam sendo testados durante a quarentena?

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *