Na entrevista coletiva do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos hoje em Tóquio, ficou anunciado que mesmo sendo realizado em 2021, a Olimpíada e todas as suas referências, produtos licenciados seguirá com o nome de #tokyo2020. Alguém pode dizer que isso seja apenas uma medida financeira, já que muito material já está produzido, publicado, distribuído. Porém, esta decisão tem uma conotação histórica, muito importante, por sinal.

Foi o Barão Pierre de Coubertin que em 1931, no seu livro “Memoires Olympiques” escreveu algo que define bem este espírito. “Uma Olimpíada pode deixar de ser realizada, mas os números se mantém. É uma antiga tradição que precisa ser preservada”. A frase falava do período que o Movimento Olímpico vivenciou para a primeira edição dos Jogos Olímpicos que foram cancelados, os Jogos de 1916 que seriam em Berlim, na Alemanha, e não aconteceram por conta da Primeira Grande Guerra Mundial.

Que bom, mesmo passados 83 anos da morte do Barão de Coubertin, o mundo esportivo e olímpico ainda celebre e reconheça todo o seu trabalho e esforço para manter acesa do Movimento Olímpico.

Salve Tóquio 2020 em 2021!

1 responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *