Desde sexta-feira explodiu o apoio, nas mais diversas formas. Notas oficiais, comunicados, cartas, postagens nas redes sociais. Aqui o Blog faz um levantamento apontando quem está apoiando #tokyo2021:

* Comitê Olímpico da Espanha, o primeiro do mundo a se manifestar sobre isso. No sábado, duas federações nacionais espanholas apoiaram o pedido, de futebol e de atletismo.
* Federação de Natação da França, presidida pelo farmacêutico Gilles Sezionale, foi a primeira federação de natação do mundo a pedir a mudança.
* Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado deu entrevista a Folha de São Paulo sendo o primeiro Comitê Nacional Paralímpico do mundo a se manifestar oficialmente sobre o caso.
* USA Swimming enviou uma carta solicitando a mudança ao Comitê Olímpico e Paralímpico dos Estados Unidos indicando problemas com seus atletas nas rotinas de treinamento. A carta foi copiada a FINA.
* USA Track and Field enviou a mesma carta no sábado.
* Comitê Olímpico da Noruega oficializou o pedido ao COI na sexta-feira.
* Comitê Olímpico da Eslovênia entrou na campanha no sábado.
* Swimming Canada, Federação de Natação do Canadá, fez um manifesto indicando que acompanhava a posição da USA Swimming oficializando o pedido.
* Comitê Olímpico do Brasil publicou na manhã de sábado em seu website o pedido oficial para a mudança da competição para 2021. Na sequência, todas as federações nacionais de esporte do país, incluindo a CBDA, apoiou o pedido.
* CBC, Comitê Brasileiro de Clubes, apoiando os seus parceiros, CPB e COB, registrou seu apoio para a mudança.
* USADA, Agência Norte-Americana de Controle Anti Dopagem, através de seu presidente Travis Tygart que declarou impossível realizar os Jogos em 2020 por conta do colapso e falta de controle dos testes devido a crise do Coronavírus.
* Muitos atletas brasileiros fizeram suas manifestações nas redes sociais. Todos puxados por Bruno Fratus que enviou uma mensagem direta a Presidente da Comissão de Atletas da FINA e membro do Comitê Olímpico Internacional a ex-nadadora Kirsty Coventry. Diversos treinadores também entraram na sequência, apoiando e compartilhando a #tokyo2021.
* Nos Estados Unidos, Bob Bowman, ex-técnico de Michael Phelps e Glen Mills, ex-técnico de Usain Bolt vocalizaram o pedido pela mudança da data.
* Um dos 23 membros do Comitê Olímpico Japonês, Kaori Yamaguchi, desde sexta-feira manifesta o apoio a mudança.
* O ex-tri campeão olímpico e recordista mundial Michael Gross publicou uma carta aberta ao Presidente do COI Thomas Bach pedindo a transferência da competição para 2021 ou 2022.
* O domingo abriu com o Presidente da Federação Russa de Boxe, Umar Kremlev, que reconhece os prejuízos para a mudança, mas que se faz necessária.

Pode ter certeza, que esta lista será atualizada com inúmeras postagens e engajamento. Tivemos outras notas importantes referentes a isso e publicando em momentos no Blog.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *