Foram sete revezamentos que concorreram nesta categoria, o maior número de todas as votações do Troféu Best Swimming 2019. A expectativa criada pelos bons resultados do Troféu Brasil e a façanha do Pinheiros em colocar quatro nadadores na Seleção Brasileira para o 4×100 livre incrementaram muito as esperanças de um super resultado em Gwangju, que não veio. 

O sexto lugar do 4×100 livre no Mundial e até mesmo o revezamento do Pinheiros no Troféu Brasil entraram na votação do Prêmio Best Swimming, mas quem levou foi a vitória do mesmo 4×100 livre nos Jogos Pan Americanos de Lima. 

Lá, a equipe de Breno Correia, Marcelo Chierighini, Bruno Fratus e Pedro Spajari liderou de ponta a ponta, venceu a prova, bateu o recorde de campeonato e colocou mais de dois segundos sobre o time americano, a maior diferença que uma equipe dos Estados Unidos já tomou nos Jogos Pan Americanos. 

Correia abriu com 48.82, Chirighini foi o segundo 47.45, Fratus o terceiro com 48.18 e Spajari fechou 48.16. Brasil 3:12.61, novo recorde da competição. 

Outros revezamentos que concorriam listados na ordem dos votos recebidos: 

4×100 livre masculino sexto colocado em Gwangju, 4×100 livre do Pinheiros no Troféu Brasil, 4×100 medley masculino do Brasil sexto lugar em Gwangju, 4×100 livre masculino prata nas Universíades de Nápoles e 4×200 livre masculino do Brasil finalista do Mundial Júnior de Budapeste. 

4×100 LIVRE MASCULINO DO PAN, escolhido como Melhor Revezamento do Brasil no Troféu Brasil 2019.

1 responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *