Dois novos recordes nacionais dos 100 metros peito masculino batidos na Copa do Mundo de Kazan, na Rússia, no final de semana. Os dois entram no desejado “Clube do 58”, nadando pela primeira vez abaixo da barreira dos 59 segundos. Foi o russo Anton Chupkov vencedor da prova com 58.94 e o holandês Arno Kammminga que chegou em segundo com 58.98.

 

Anton Chupkov – Foto AFP 

 

Chupkov tinha 59.06 como melhor marca pessoal, um centésimo acima do recorde nacional de Kirill Prigoda quando foi medalha de bronze no Mundial de Budapeste em 2017. Com parciais de 28.17 e 30.77, Chupkov chegou aos 58.94. Ele agora detém o recorde nacional dos 100 e 200 peito, sendo que nos 200 peito, os 2:06.12 também é recorde mundial.

 

Arno Kamminga – Foto ANP

 

Kamminga já era recordista nacional da Holanda. Só nesta temporada já bateu a marca por três vezes. Seu melhor havia sido 59.05 na etapa anterior da Copa do Mundo, em Budapeste, na Hungria. Com parciais de 27.61 e 31.37, Kamminga chegou aos 58.98, novo recorde nacional da Holanda. Ele ainda tem os recordes nacionais dos 50 peito (27.00) e 200 peito (2:07.46) em piscina longa, mais nos 100 peito (56.20) e 200 peito (2:02.46) em piscina curta.

Na história da natação mundial, um total de 20 nadadores já fizeram abaixo dos 59 segundos nos 100 metros peito masculino. São 13 nações que tem recordes nacionais abaixo da barreira. Compilando todas as marcas, são 97 vezes que se nadou abaixo dos 59 segundos. Vale destacar que abaixo dos 58 e 57, apenas o britânico Adam Peaty.

Vale lembrar que o Brasil ainda não está no “Clube do 58”. O recorde nacional e sul-americano é de Felipe França com 59.01 feitos na semifinal dos 100 peito nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

 

Recordistas nacionais abaixo dos 59 segundos:
Grã-Bretanha – Adam Peaty 56.88
Belarus – Ily Shymanovich 58.29
África do Dul – Cameron van der Burgh 58.46
Austrália – Brenton Rickard 58.58
China – Yan Zibei 58.64
Estados Unidos – Kevin Cordes 58.64
Ucrânia – Igor Borysik 58.67
Noruega – Alexander Dale Oen 58.71
Japão – Yasuhiro Koseiki 58.78
Turquia – Emre Sakci 58.85
Rússia – Anton Chupkov 58.94
Lituânia – Giedrius Titenis 58.96
Holanda – Arno Kamminga 58.98

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *