O segundo dia de finais do Troféu Chico Piscina foi espetacular. Recheado de recordes de campeonato, tivemos recorde brasileiro de categoria e ainda Fernanda Celidônio entrando na história dos tetra campeões do Troféu. Confira como foi o segundo dia em Mococa:

200 metros nado livre Infantil feminino
Que bela prova, e que belos parciais para dar a vitória para Thaiana Amaral de São Paulo quebrando o primeiro recorde de campeonato feminino da competição. A marca era de Rafaela Raurich do Paraná desde 2014 com 2:05.25. Thaiana marcou 2:05.06 em espetacular divisão de 1:02.12 e 1:02.94.
Parciais de Thaiana:
29.79, 1:02.12, 1:33.64, 2:05.06
Pódio da prova:
1o Thaiana Amaral de São Paulo 2:05.06 recorde de campeonato
2o Sophia Coleta de São Paulo 2:06.22
3o Luiza Lima do Rio de Janeiro 2:09.25

200 metros nado livre Infantil masculino
Segunda prova, segundo recorde de campeonato e este quase recorde brasileiro de categoria. João Pierre Campos do Rio de Janeiro fez uma prova incrível esetabelecendo 1:53.79 quebrando a marca que era de Murilo Sartori de 2016 com 1:55.48. O tempo quase apagou o recorde brasileiro de categoria, também de Sartori, 1:53.60.

Os parciais de João Pierre também chamam a atenção pela qualidade de divisão da prova:
27.12, 55.97 (28.85), 1:24.95 (28.98), 1:53.79 (28.84)

Pódio da prova:
1o João Pierre Campos do Rio de Janeiro 1:53.79 recorde de campeonato
2o Sammer Campos Abdalla do Mato Grosso do Sul 1:58.84
3o Alan Camargo do Rio de Janeiro 2:00.64

200 metros nado livre Juvenil feminino
Segunda vitória de Giovanan Reis Medeiros de São Paulo ainda fora de seus melhores tempos, mas ainda se adaptando a um novo programa de apenas três semanas de trabalho. Ainda chama a atenção a sua dificuldade para finalizar a prova.

Seus parciai:
28.39, 58.93, 1:31.23, 2:05.26

Pódio da prova:
1o Giovana Reis Medeiros de São Paulo 2:05.26
2o Maria Luiza Scandal do Rio de Janeiro 2:06.62
3o Eduarda do Vale de Goiás 2:08.83

200 metros nado livre Juvenil masculino
Quase, ritmo de recorde de campeonato para 98% da prova. No final, uma bela marca para Gustavo Saldo do Paraná com 1:51.30, apenas 13 centésimos distante do recorde de campeonato de Murilo Sartori estabelecido no ano passado.

Sartori teve o domínio da prova desde o início, tecnicamente nadando muito bem e seus parciais:
26.02, 53.65, 1:22.13, 1:51.30

Pódio da prova:
1o Gustavo Saldo do Paraná 1:51.30
2o Lucas Tudoras de São Paulo 1:53.47
3o Stephan Steverink de São Paulo 1:54.48

100 metros borboleta Infantil feminino
Que prova espetacular fez a pernambucana Beatriz Bezerra campeã, recordista de campeonato e quebrando novamente o recorde brasileiro de categoria. Ela já havia quebrado a marca em Porto Alegre (1:03.00) na Copa CBC e feito boa prova nas eliminatórias com 1:03.93. Na final, passou seu mais forte parcial 29.24 para vencer com 1:02.89. Em Porto Alegre, seu parcial havia sido 29.89. Tudo isso, ainda sem descansar, se espera melhores marcas para o Brasileiro de Verão.

Pódio da prova:
1o Beatriz Bezerra de Pernambuco 1:02.89 recorde brasileiro de categoria e de campeonato
2o Laura Silva Xavier de São Paulo 1:04.30
3o Giulia Misael Pereira de São Paulo 1:05.69

100 metros borboleta Infantil masculino
Saindo dos 200 livre, João Pierre Campos do Rio de Janeiro chegou a sua terceira vitória na competição, segunda do dia, marcando 57.87, o único abaixo da barreira do minuto. Wadas Moares de Goiás, nadando na raia 1, passou na frente de todo mundo, 27.46 nos primeiros 50 metros, mas terminou em sexto lugar com 1:01.69 voltando com 34.23.

Pódio da prova:
1o João Pierre Campos do Rio de Janeiro 57.87
2o Vitor Lisboa Pelissari do Paraná 1:00.29
3o Gustavo Xavier Nogueira de São Paulo 1:01.14

100 metros borboleta Juvenil feminino
Segunda vitória na competição para Stephanie Balduccini de São Paulo marcando 1:02.58 depois de passar em segundo com 29.87. Ela já havia sido a melhor nas eliminatórias marcando 1:03.87.

Pódio da prova:
1o Stephanie Balduccini de São Paulo 1:02.58
2o Eduarda Gobbo do Rio Grande do Sul 1:03.41
3o Yasmin Lopes de São Paulo 1:03.77

100 metros borboleta Juvenil masculino
Mais um recorde de campeonato e que bela prova fez Gabriel Perseguin Dias do Rio de Janeiro. Ele já tinha nadado forte pela manhã com 54.69. Na final, 54.10, uma chegada meio deslizada que poderia ser um 53. Também trocou a estratégia de respiração e até reconheceu que ficou confuso na prova. Foi o o suficiente para o recorde de campeonato que era de Victor Baganha 54.43 do ano passado. Queria o recorde brasileiro de categoria 53.85, do mesmo Baganha, este ficou para o Brasileiro de Verão.

Outro destaque na prova para a boa condição física de Lucas Tudoras de São Paulo, vice nos 200 livre, e agora vice nos 100 borboleta com 56.58. Gustavo Saldo do Paraná, que foi campeão dos 200, sentiu e ficou em sexto lugar com 57.45.

Pódio da prova:
1o Gabriel Perseguin Dias do Rio de Janeiro 54.10 recorde de campeonato
2o Lucas Tudoras de São Paulo 56.24
3o João Vieira Garcia de São Paulo 56.58

200 metros medley Infantil feminino
Tomando a liderança no parcial de peito, para não perder mais. Vitória de Luiza Lima, sua segunda prova do dia, venceu com 2:24.00 colocando pouco mais de dois segundos de vantagem sobre a segunda colocada.

Parciais de Luiza:
32.03, 36.70, 42.10 e 33.80, 2:24.00

Pódio da prova:
1o Luiza Lima do Rio de Janeiro 2:24.00
2o Isabela David do Distrito Federal 2:26.57
3o Anna Beatriz Machado de São Paulo 2:28.64

200 metros medley Infantil masculino
Prova com alternância de liderança e que teve vitória do favorito Artur Becker de Minas Gerais 2:16.59. Como a Best Swimming já havia antecipado o recorde mais antigo da competição chegaria a maioridade. Os 2:11.72 de Lucas Salatta de 2001 completou 18 anos.

Becker venceu o Brasileiro de Inverno, a Copa CBC e agora Mococa. Sempre atacando do terceiro parcial, no peito, para frente. Seus parciais:
29.80, 35.79, 39.10 e 31.99, 2:16.59

Pódio da prova:
1o Artur Becker de Minas Gerais 2:16.59
2o Guilherme Kanzler de Santa Catarina 2:18.69
3o Maximiliano Benitez do Paraguai 2:18.80

200 metros medley Juvenil feminino
É tetra! Fernanda Celidônio, agora nadando por Minas Gerais, ganhou os 200 medley pelo quarto ano consecutivo e para deixar sua marca mais registrada o fez com recorde de campeonato 2:18.49. O recorde era de Fernanda de Goeij do Paraná desde 2015 com 2:18.72. Agora, Fernanda tem o recorde do Infantil 2:18.78 e o Juvenil 2:18.49.

Detalhe que Fernanda ainda nada os 100 costas, onde também luta pelo tetra campeonato. Se vencer, será a primeira mulher tetra campeã em duas provas no Chico Piscina.

Parciais de Fernanda na prova:
31.82, 33.50, 41.32, 31.85 e 2:18.49

Pódio da prova:
1o Fernanda Gomes Celidônio de Minas Gerais 2:18.49
2o Nichelly Brandão Lysy do Minas Gerais 2:22.90
3o Nicole Frank Rodriguez do Uruguai 2:25.27

200 metros medley Juvenil masculino
Dobradinha de São Paulo e dois companheiros de clube e treinamento. Stephan Steverink venceu com 2:06.70 e João Vieira Garcia em segundo com 2:09.50, os dois único abaixo da barreira do 2:10.

Parciais dos dois:
Steverink
28.01, 33.39, 36.93, e 28.37, 2:06.70
Garcia
29.30, 34.94, 36.34 e 28.92, 2:09.50

Pódio da prova:
1o Stephan Steverink de São Paulo 2:06.70
2o João Vieira Garcia de São Paulo 2:09.50
3o João Eduardo Nogueira de Minas Gerais 2:10.52

Revezamento 4×100 metros nado livre Infantil feminino
De ponta a ponta, sem ser ameaçados, São Paulo venceu com 3:59.75. Em destaque para o belo parcial de abertura de Thaiana Amaral com 58.37.

Parciais das campeãs:
Tahaiana Amaral 58.37
Sophia Coleta 59.16
Laura Xavier 1:01.33
Fernanda Santos 1:00.98

Pódio da prova:
1o São Paulo 3:59.75
2o Rio Grande do Sul 4:05.60
3o Rio de Janeiro 4:06.03

Revezamento 4×100 metros nado livre Infantil masculino
Utilizando a mesma estratégia, o Rio de Janeiro levou a versão masculina e abrindo forte com João Pierre Campos 53.72.

Parciais da equipe carioca:
João Pierre Campos 53.72
Vinicius Flintz 55.85
Lucas Barata parcial não registrado
Alan Camargo parcial não registrado

Pódio da prova:
1o Rio de Janeiro 3:40.61
2o São Paulo 3:46.07
3o Distrito Federal 3:47.70

Revezamento 4×100 metros nado livre Juvenil feminino
E a terceira prova de revezamento teve o mesmo enredo. São Paulo campeão, estratégia de abrir forte, na frente e segurar até o final sem ser ameaçado.

Parciais da equipe campeã
Giovana Reis 58.03
Cibelly Martgins 1:00.49
Yasmin Lopes 59.40
Stephanie Balduccini 57.64

Pódio da prova:
1o São Paulo 3:55.56
2o Paraná 4:00.52
3o Rio de Janeiro 4:01.49

Revezamento 4×100 metros nado livre Juvenil masculino
A mais disputada das provas de revezamento e com alternância de liderança. No final, deu Paraná apenas dois centésimos a frente do Rio de Janeiro.

Veja os parciais do time campeão:
Vinicius Viebrantz 52.54
João Pedro Altoé 52.28
Gustavo Carvalhais 52.69
Gustavo Saldo 51.89

Pódio da prova:
1o Paraná 3:29.40
2o Rio de Janeiro 3:30.42
3o São Paulo 3:31.68

 

 

Todos os resultados completos:
todosresultados

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *