Levantamento da editoria Best Swimming do Troféu José Finkel 2019:

10) Guilherme Costa do Minas campeão dos 400, 800 e 1500 livre
Depois de um péssimo Campeonato Mundial de Gwangju, a recuperação no Pan, Costa se tornou campeão brasileiro absoluto das três provas de fundo pela primeira vez na carreira. Nos 800 lilvre estabeleceu novo recorde de campeonato.

9) Leonardo de Deus da Unisanta 200 metros borboleta 1:56.79
Sempre eficiente, constante e consistente. Leo venceu novamente os 200 borboleta, marca expressiva principalmente se contabilizarmos ter estado no Mundial e no Pan.

8) Alessandra Marchioro do Curitibano 50 livre 25.15
De volta! Alessandra ficou a apenas cinco centésimos da sua melhor marca pessoal nos 50 metros nado livre e se consolidou na segunda melhor nadadora do país nos 50 metros nado livre.

7) 100 metros costas masculino Gabriel Fantoni do Minas e Guilherme Basseto do Pinheiros
Fantoni venceu 54.15, Basseto em segundo 54.28, ambos nadando muito próximo de seus melhores tempos da temporada. Ambos ganhando seus primeiros títulos nacionais de Troféu José Finkel, Fantoni nos 100, Basseto nos 50 costas.

6) Fernanda de Goiej do Curitibano 100 costas 1:01.74
Primeiro título nacional nos 100 costas para Fernanda e mais uma vez nadando na casa do 1:01 mostrando uma bela consistência desde os Jogos Pan Americanos. Resultado que demonstra consolidação na prova e que vai ajudar muito no seu parcial de 200 costas, onde foi novamente campeã.

5) Andreas Mickosz do Minas 200 peito 2:12.21
Foi a segunda vez que Mickosz foi campeão brasileiro absoluto dos 200 peito, mas depois de quatro anos de jejum. Desta vez ele ainda levou os 100 peitto e terminou como a terceira melhor performance da competição.

4) Etiene Medeiros do SESI SP 50 metros nado livre 24.97
Melhor índice técnico feminino da competição, Etiene voltou a quebrar a barreira dos 25 segundos. Foi a terceira vez nesta temporada, coisa que não fazia há dois anos.

3) Aline Rodrigues do Minas
Entra aqui pela sequência de três vitórias, nos 100 livre (55.78), 200 livre (2:00.35) e 400 livre (4:14.12) e em bela fase numa das grandes revelações da natação feminina nesta temporada.

2) Gustavo Saldo do Curitibano 200 metros borboleta 1:59.45
Depois de quase fazer final no Mundial Júnior de Budapeste em estratégia bem mais arrojada (e arriscada), Saldo fez sua primeira final de Finkel nadando de forma mais equilibrada e ganhando a sua primeira medalha em Brasileiro Absoluto. Foi bronze com novo recorde brasileiro de categoria.

1) 100 metros nado livre masculino
A prova teve dois nadadores na casa dos 48 segundos, mais 5 na casa dos 49 na final A e o vencedor da final B também nadando para 49. Isso supera o melhor 100 livre do Troféu José Finkel que havia sido em 2015 com dois para 48, quatro para 49 na final A e o vencedor da final B também abaixo dos 50 segundos. Fora isso, os 48.48 de Marco Antonio Ferreira Júnior, muito próximo da sua melhor marca pessoal, também foi o melhor índice técnico de toda competição.
Os 100 livre masculino já havia sido destaque nos tempos de abertura e parciais do revezamento 4×100 livre no primeiro dia do Finkel em Curitiba.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *