No segundo dia do Troféu José Finkel em Curitiba, o Minas abre cada vez mais vantagem para um título que não ganha desde 2015. O Corinthians passou o Pinheiros e agora ocupa a segunda colocação e tivemos o primeiro recorde de campeonato com o Minas vencendo o 4×100 metros medley misto. O destaque em performance do dia foi para mais um 24 nos 50 metros nado livre para Etiene Medeiros do SESI-SP vencendo a prova com 24.97.

Em 2019, foi a terceira vez que Etiene nadou abaixo dos 25 segundos. Seu melhor nesta temporada foi os 24.53 da vitória no Troféu Brasil, seguidos pelo 24.88 do título no Pan e agora os 24.97. Fora Etiene, a melhor nadadora de 50 livre do Brasil em 2019 é Alessandra Marchioro do Curitibano com os 25.15 que fez hoje terminando na segunda colocação. Vale destacar também que nos dois últimos anos, 2017 e 2018, Etiene nadou apenas duas vezes abaixo dos 25 segundos na temporada. Sua melhor temporada de velocidade, entretanto, ainda está com o ano olímpico de 2016, ano que chegou a final da prova no Rio 2016 e nadou um total de sete vezes abaixo dos 25 segundos.

Vencedores do segundo dia de competição:
200 metros peito feminino – Julia Sebastian do Minas 2:27.07
200 metros peito masculino – Andreas Mickosz do Minas 2:12.21
800 metros nado livre feminino – Viviane Jungblut do União 8:42.85
50 metros nado livre feminino – Etiene Medeiros do SESI-SP 24.97
50 metros nado livre masculino – Marco Antonio Ferreira Jr. do Minas 22.31
1500 metros nado livre masculino – Guilherme Costa do Minas 15:14.88
Revezamento 4×100 metros medley misto – Minas 3:50.06 recorde de campeonato
Gabriel Fantoni 54.07, Julia Sebastian 1:07.68, Vinicius Lanza 52.05, Maria Paula Heitmann 56.23

Classificacão parcial ao final do segundo dia de competição:
1o Minas Tênis Clube 1.149,5 pontos
2o Corinthians 440 pontos
3o Pinheiros 417 pontos
4o SESI-SP 351 pontos
5o Unisanta 301 pontos
6o Curitibano 257 pontos
7o Flamengo 231 pontos
8o União 117 pontos

Link para os resultados completos:
http://www.cbda.org.br/cbda/natacao/evento/33503/campeonato-brasileiro-interclubes-absoluto-de-natacao

2 respostas
  1. Mbruno
    Mbruno says:

    Entendo que o torneio seja importante para o Minas, mas eu pergunto aos técnicos aqui: pensando em nadadores como Scheffer, Costa, Lanza, etc. , é conveniente eles nadarem no mundial de piscina longa, no Pan, e agora no Finkel praticamente em sequência ?

    O Pinheiros pelo menos poupou quase toda sua equipe A que esteve na Coreia e no Peru. O que vocês acham ?

    Responder
    • Observador
      Observador says:

      O brasileiro merece ser estudado. Vivem chorando que no Brasil não tem competição de alto nível, e quanto tem são a favor de mandar equipe reserva hahahahhaha.

      Que pensamento medíocre.

      Todos os clubes deveriam ter mandado Equipe A e fim. Afinal, é o Finkel.

      Bom pra esse pessoal ganhar competitividade e nadar pesado também.

      Brasil Sil Sil sil… Vai continuar medíocre assim como o pensamento do brasileiro

      Responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *