O revezamento 4×100 medley misto vai ser olímpico em Tóquio 2020, mas ainda “não caiu na graça do brasileiro”. Nem mesmo a medalha de ouro nos Jogos Pan Americanos com 3:48.61 serviu para empolgar. Nossa equipe foi beneficiada pela desclassificação do time americano e nadou em Lima com Guilherme Guido (54.68), João Gomes Jr. (59.32), Giovanna Diamante (59.33) e Larissa Olivera (55.28).

Já estão classificados automaticamente para os Jogos Olímpicos de Tóquio pela ordem:
Estados Unidos, Austrália, Rússia, Grã-Bretanha, Canadá, Itália, Holanda, Alemanha, Belarus, Israel, Polônia, Hungria

Ranking da repescagem:
1o) Brasil 3:48.61
2o) Suiça 3:48.98
3o) Dinamarca 3:49.10
4o) África do Sul 3:49.90

Nadaram em Gwangju, mas foram desclassificadas com tempos melhores do que o Brasil fez:
Japão e China

País que ainda não nadou a prova:
Espanha

Tempos para o ranking da repescagem podem ser obtidos em competições reconhecidas pela FINA até o dia 30 de maio de 2020.

Opinião Best Swimming
Pela qualidade de nosso time masculino é muito provável a classificação da nossa equipe. Vamos precisar fazer uma tomada de tempo apenas para consolidar esta classificação. O recorde sul-americano da prova é 3:47.99 feitos no Mundial Militar de 2017. Numa projeção, se conseguirmos apenas repetir nossas melhores marcas no revezamento a classificação é garantida.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *