Duncan Scott fechou o revezamento da Grã-Bretanha 4×100 metros medley com 46.14 ajudando a equipe a ganhar a medalha de ouro, quebrar o recorde europeu e conquistar um título inédito para seu país.

O 46.14 de Scott também ganha relevância por ser o segundo melhor parcial da história dos revezamentos na prova dos 100 metros nado livre. Melhor que o tempo do britânico apenas aquele histórico 46.06 de Jason Lezak fechando o revezamento americano campeão olímpico e recordista mundial (até hoje) do 4×100 livre nos Jogos Olímpicos de Beijing em 2008.

Top 5 melhores parciais dos 100 metros nado livre masculino:
46.06 Jason Lezak dos Estados Unidos, Beijing 2008
46.14 Duncan Scott da Grã-Bretanha, Gwangju 2019
46.22 Cesar Cielo do Brasil, Roma 2009
46.26 Alain Bernard da França, Roma 2009
46.46 Alain Bernard da França, Roma 2009

Outros parciais de revezamento de destaque do Mundial de Gwangju:
100 metros nado livre de Cate Campbell da Austrália no 4×100 livre 51.10, 3a melhor da história
100 metros peito de Adam Peaty da Grã-Bretanha no 4×100 medley 57.20, 4a melhor da história
100 metros borboleta de Caeleb Dressel dos Estados Unidos no 4×100 medley 49.28, melhor marca da história

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *