A FINA publicou somente hoje a decisão referente ao Painel de Doping do caso de Gabriel Santos que foi analisado na sexta-feira. Inicialmente, a decisão da entidade era a suspensão por oito meses e a a punição iria até janeiro. Hoje, na publicação, em boletim com a informação de “REVISADO”, a punição é anunciada de um ano iniciando no dia 19 de julho de 2019 até 20 de julho de 2020.

Ainda no documento publicado é informado a possibilidade de apelação junto ao Tribunal da Corte Suprema TAS/CAS. Na sexta-feira, após a decisão inicial de suspensão por oito meses, a defesa do nadador falava em não apelar, agora, com a suspensão deixando Gabriel de fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio a decisão inicial está sendo revista.

Gabriel Santos apresentou resultado analítico adverso para a presença do esteróide anabólico Clostebol em teste surpresa no dia 20 de maio. No Painel de Doping, ficou verificado que Gabriel teve uma contaminação involuntária evidenciada pelos fatos apresentados e a quantidade da substância identificada no exame. Entretanto, o nadador será punido pela negligência. A punição de um ano de suspensão para negligência é padrão e estabelecida pelo Código da WADA.

Veja aqui o boletim divulgado hoje pelo Painel de Doping da FINA:

(BRA) Da Silva Santos – Summary decision RECTIFIED

1 responder
  1. André Alves de Souza Baganha
    André Alves de Souza Baganha says:

    Estamos tristes com toda essa história. Mas que todos fiquem em alerta. Aliás, há países que historicamente têm problemas sérios com o doping. O rigor é o mesmo?

    Responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *