Hoje, 30 de junho, nosso velocista Bruno Giuseppe Fratus, ou simplesmente Bruno Fratus está completando 30 anos de idade. Líder do ranking mundial de 2019 nos 50 metros nado livre com 21.31, e a caminho do Mundial de Gwangju e dos Jogos Pan Americanos de Lima, a Best Swimming foi pesquisar a história de Fratus no esporte.

O desafio foi buscar quando Fratus tinha 30 segundos nos 50 metros nado livre, a sua prova, aquela que ele hoje detém a melhor marca do ano.

Bruno Fratus. Trofeu Maria Lenk de Natacao, realizado no Centro Aquatico Olimpico. 20 de abril de 2016, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Satiro Sodré/ SSPress

Fratus nasceu em Macaé, interior do Rio de Janeiro. Seu início foi numa academia local, e o primeiro clube federado foi o Clube Cidade do Sol com a orientação da professora Shirley. Ainda em Macaé, ele representou o Vasco da Gama antes da mudança para Mossoró, no Rio Grande do Norte. Foi lá, que a partir de 2002 a coisa começou a ficar mais séria.

Primeiro com o treinador Júnior Pinheiro e depois com Marcos Henry no Colégio Marista. Fratus quebrou a barreira dos 30 segundos nos 50 metros nado livre a 30 dias de completar 13 anos de idade. Foi no dia 30 de maio de 2002, há 17 anos, Troféu João Cruz, competição local, em Natal, e Fratus nadou os 50 livre para 29.01. A competição era absoluta, e ele ficou num distante, e bem modesto, 38o lugar.

Fratus já tinha índice, mas só foi aparecer nos Campeonatos Brasileiros no ano seguinte, com 14 anos disputando o primeiro Brasileiro na categoria Infantil II. Foi o Brasileiro de Inverno, Troféu Ruben Dinard, em Fortaleza, onde com com 27.54 terminou em 21o lugar nos 50 livre e com 1:02.09 nos 100 livre terminou em 26o lugar.

Um dado importante, e até mesmo ilustrativo para a realidade da natação de base, é que todos os finalistas dos 50 metros nado livre do primeiro Brasileiro de Fratus, nenhum está em atividade (link). Mais que isso, de todos os atletas da prova, apenas Fratus segue na disputa dos principais campeonatos do país.

Fratus mudou-se novamente, agora para Salvador, onde com o técnico Rogério Arapiraca chegou a sua primeira medalha em campeonatos nacionais. Foi somente aos 16 anos de idade, no Juvenil II, Campeonato Brasileiro Juvenil de Verão, em Brasília.

Depois de ter sido sexto colocado no Inverno, 25.49, Fratus vai para o Troféu Carlos Campos Sobrinho de 2005. Nas eliminatórias, novamente sexto tempo 25.20. Na final, quebrou pela primeira vez a barreira dos 25 segundos e com 24.92 ganhou a sua primeira medalha em campeonatos nacionais, um bronze.

O primeiro título nacional da carreira viria no ano seguinte, em 2006. Retornando para Natal, ele finalmente se sagra campeão brasileiro de inverno dos 50 livre com 24.34. Fratus brilha no verão, vence de novo quebrando outra barreira, primeira vez abaixo dos 24 segundos levando o ouro com 23.98.

Em 2007, Fratus se muda para São Paulo, passa a defender o Pinheiros e neste mesmo ano quebra os 23 segundos. É campeão brasileiro com 22.94. A barreira do 22 seria quebrada dois anos depois, bronze no Troféu Brasil de maio de 2009, no Maria Lenk. Com 21.91 entrava finalmente na casa que está até hoje.

Bruno Fratus. Troféu Brasil de Natacao no Parque Aquatico Maria Lenk. 21 de Abril de 2018. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

De olho em nadar na casa dos 20 segundos, Fratus é o velocista da história com maior número de vezes nadando nos 21, 73 vezes. Neste dia em que completa 30 anos, olhar para a época onde nadava para os distantes 30 segundos e poder agradecer a todos os técnicos que estiveram com ele neste caminho: Shirley no Clube da Cidade do Sol, Junho Pinheiro em Mossoró, Marcos Henry no Marista, Rogério Arapiraca na ACEB, Alberto Pinto da Silva e Arilson Soares da Silva no Pinheiros, até a dupla atual de Brett Hawke e Michele Lenhardt.

Para reflexão nos 30 anos de Fratus:
* Quebrar a barreira dos 30 nos 50 livre com 13 anos de idade.
* Ganhar a primeira medalha em Brasileiro aos 16 anos de idade
* Ganhar o primeiro título brasileiro aos 17 anos de idade
* Aos 30 ser o melhor tempo do mundo nos 50 livre.

Feliz aniversário Bruno Fratus!

2 respostas
  1. João Augusto Martins.
    João Augusto Martins. says:

    Amigo você é o cara!
    Linda reportagens sobre o frates, isso me motiva a voltar pra natação competitiva, Augustomartinsnadnad@hotmail.
    Um dia balanceio sua vida, você perdeu algumas coisa, mas, recuperou e multiplicou todas suas perdas pra melhor.
    Um grande Abraço!
    Belém /pá.

    Responder
  2. Tarso
    Tarso says:

    Ótima matéria como sempre Coach, apenas uma informação, o @coach_messias (Felipe Messias) ainda está em atividade e frequenta finais de brasileiro

    Responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *