Segundo dia da Seletiva na Austrália, sem recordes, mas algumas surpresas. A maior delas foi Emilly Seebohm, recordista australiana dos 100 costas ficar de fora do Mundial. Seebohm tem 58.23 como melhor marca pessoal e já nadou mais de 20 vezes abaixo do minuto. Na prova de hoje, ficou em quarto lugar com 1:00.29. O índice exigido pela Federação Australiana é de 59.82, oitavo tempo que levou a final do último Mundial. Seebohm já havia nadado mal na Copa dos Campeões em Guangzhou, na China, na época indicando que teve problemas estomacais. A nadadora ainda tem a prova dos 200 metros costas para tentar a sua vaga.

Mais um dia em que Mack Horton nadou mal. O campeão olímpico dos 400 metros nado livre já havia fracassado no dia anterior na sua prova e hoje ficou em quinto lugar nos 200 metros nado livre e com 1:47.05 entra apenas como reserva do revezamento 4×200 metros nado livre. Horton tem 1:45.89 como melhor marca quando foi vice campeão do Commonwealth Games no ano passado.Ele ainda tem os 800 metros nado livre, sua última chance de classificar em provas individuais para o Mundial de Gwangju.

Enquanto isso, Kyle Chalmers foi absoluto nos 200 metros nado livre. Fez o sétimo tempo do mundo em 2019 com 1:45.76 em parciais muito equilibrados de 52.06 e 53.70. Nos 100 costas masculino, Mitchell Larkin marcou 52.38, sua melhor marca desde 2015 quando foi campeão mundial em Kazan.

Vencedores e classificados do dia:
100 metros costas feminino
1o Minna Atherton 59.20
2o Kaylee McKeown 59.28

100 metros costas masculino
1o Mitchell Larkin 52.38

100 metros peito feminino
Jessica Hansen venceu com 1:07.06, o índice exigido é 1:06.81, deve ser chadama pelo revezamento

200 metros nado livre masculino
1o Kyle Chalmers 1:45.76
2o Clyde Lewis 1:45.88
3o Alexander Graham 1:46.25
4o Jack Macloughlin 1:46.82

1500 metros nado livre feminino
1o Madeleine Gough 15:56.39
2o Kiah Melverton 15:56.46

Link para os resultados completos:
http://liveresults.swimming.org.au/SAL/2019TRI_021365/

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *