Vinicius Lanza conquistou o título de campeão do NCAA nas 100 jardas borboleta com 44.37. Abaixo você assiste a prova e uma análise técnica de sua performance.

Vinicius Lanza venceu com 44.37, melhor marca pessoal batendo o seu recorde brasileiro do ano passado, quando foi terceiro colocado. Comparando os tempos 2018 x 2019:

2018 – Reação 0,68
50 – 20.81
100 – 23.69 (44.50)

2019 – Reação 0,67
50 – 20.63
100 – 23.74 (44.37)

Reação – Tanto em 2018 como em 2019, Lanza foi a pior velocidade de reação do bloco. Entretanto, já no submerso conseguiu suplantar a desvantagem inicial. Chama a atenção da qualidade do streamline, sem dúvida, um destaque de toda a prova.

Número de braçadas –
25 – 5
50 – 5
75 – 6
100 – 7
Chama a atenção o fato dos primeiros 25 metros ter o mesmo número de braçadas do que o segundo parcial, talvez uma frequência um pouco alta e uma braçada não tem eficiente no início de prova.

Número de respirações –
25 – 2
50 – 2
75 – 4
100 – 2
Lanza executa uma estratégia de administrar a respiração do terceiro parcial para fechar a prova bloqueando. Suas últimas quatro braçadas foram sem respirar o que lhe deu a vantagem sobre seus adversários que estavam bem próximos.

Comparativo com os demais adversários na prova
Reação – 0,67 (mais lenta)
50 metros – 20.63 (2o mais rápido)
100 metros – (23.74 (2o mais rápido)

Observações do nado:

Nado baixo, econômico e com excelente pegada.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *