Duas marcas muito expressivas e icônicas caíram ontem na disputa da temporada universitária nos Estados Unidos. Foram mais do que dois recordes brasileiros em piscina de jardas, mas dois resultados que tiveram grande relevância de nadadores brasileiros participando do NCAA no passado.

Saturday Morning Swim & Dive. (Photo: Karl L. Moore)

Começando pela Last Chance Meet em Louisville, onde Maria Eduarda Sumida de Louisville nadou as 400 jardas medley para fortes 4:08.87. A marca apaga o recorde brasileiro que era de Joanna Maranhão 4:09.26 quando ficou em 4o lugar no NCAA de 2005, a melhor colocação de uma nadadora brasileira no Campeonato Universitário da Divisão I do NCAA.

Sumida que chegou a Louisville em janeiro deste ano, havia nadado na semana passada na Conferência ACC e nadado a prova para 4:11.21. Parciais dos 400 medley de Maria Eduarda Sumida:
56.79, 1:58.17 (1:01.38), 3:11.73 (1:13.56), 4:08.87 (57.14).

Este foi o seu segundo recorde brasileiro em jardas já que na Conferência havia quebrado a marca dos 200 borboleta com 1:59.15.

Na disputa da Conferência ACC masculina, em Greensboro, na Carolina do Norte, foi a vez de Caio Pumputis da Georgia Tech quebrar o recorde das 100 jardas peito duas vezes, nas eliminatórias com 52.49 e 52.07 na final quando terminou em segundo lugar. O recorde dos 100 peito era de Henrique Barbosa que nadando pela Cal em 2006 com 52.52 foi campeão do NCAA.

Caio Pumputis agora detém dois recordes brasileiros em jardas: 100 peito 52.07 e os 200 peito com 1:52.38.

Veja os resultados completos da Conferência ACC:
http://sidearmstats.com/acc/swimming/index.htm

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *