FABIOLA MOLINA

Unanimidade! Quarto ano que concorre, quarto ano que ele leva.

 

Melhor Nadador Infantil em 2015 e 2016, Melhor Nadador Juvenil em 2017 e 2018. Seus resultados são incontestáveis. Este ano, aprendemos algo ainda mais expressivo sobre o talento Murilo Sartori. Sua atitude detoa, chama a atenção a maturidade, a tranquilidade. É diferenciado.

 

Embora fosse o mais novo da Seleção Brasileira que foi aos Jogos Olímpicos da Juventude foi aquele que apresentou melhor comportamento. Natação em alto nível vai além das piscinas.

 

Se despediu do Troféu Chico Piscina e dos amigos da Seleção Paulista chorando. Após se tornar no primeiro homem tetra campeão da competição, se tornou no primeiro a ser tetra campeão em duas provas. Ainda igualou a marca de ser o maior vencedor da competição junto com Lucas Salatta.

 

Nos Brasileiros, Melhor Índice Técnico nas duas competições, finalista do Troféu Brasil pela primeira vez, e recordista nacional. Recordes e marcas expressivas como 1:48.91 nos 200 metros nado livre e o 3:52.03 nos 400 metros nado livre. Este apagando o mais antigo recorde da natação brasileira que ainda pertencia a Cristiano Michelena desde a prata nos Jogos Pan Americanos de 1987 em Indianápolis.

 

Murilo Sartori é uma das jóias da natação brasileira, talvez o melhor nadador de categorias já formado neste país.

 

Também foram nominados para a categoria: Victor Baganha do Minas, Gustavo Saldo do Curitibano e Gabriel Perseguin Dias do Marina Barra Clube.

1 Comentário

  1. Caro Coach

    Esse menino tem uma história de BRILHANTE.

    Merecidamente.

    Parabéns ao Murilo e à você Caro Coach.

Deixe uma resposta