Uma longa, detalhada de interessante entrevista com o nadador russo Vladimir Morozov publicada no principal website esportivo da Rússia. Recentemente coroado Rei da Copa do Mundo, Morozov venceu o Circuito da FINA pela segunda vez em sua carreira. Na entrevista, Morozov detalha itens de seu treinamento, programa e planos para o futuro.

A Best Swimming faz um resumo de alguns dos principais pontos da entevista que pode ser conferida na sua íntegra clicando aqui. (em russo)

* Aos 26 anos de idade, Morozov diz que se sente no meio da sua carreira, lembra que há pouco tempo era o mais jovem da equipe, agora vê com alegria a chegada de novos valores do time russo
* Diz que não pensa em parar, pelo menos ainda. Diz que apenas uma lesão, ou a idade, vai impedir de seguir sua carreira. Garante que vai estar em Tóquio 2020 e também fala no Mundial de Curta de 2022, marcado para Kazan, na Rússia.
* Comemorou bastante a conquista da sua segunda Copa do Mundo, relata que agora aprendeu a disputar o Circuito e que, como velocista, entende ser muito válida para o tipo de nadador e trabalho que faz.
* Morozov cita que passa maior parte do ano sem treinador. Até chega a mencionar, “alguém para me ajudar, mas ninguém para me dirigir”. Diz que grande parte do programa é ele que faz, é seu técnico, e também seu preparador físico.
* Não gosta e não trabalha com psicólogo. Até elogia o trabalho do Dr. Gorbunov, que trabalha na Seleção Russa, mas diz que não usa seus serviços.
* Morozov teve uma carreira de nadador de categoria com grandes metragens. Diz que com 13-14 anos nadava 10 mil ou mais metros por dia. Hoje, opta por um programa mais específico e nada apenas uma vez por dia.
* Diz que pensa em ser treinador quando deixar as piscinas e que em breve pensa em abrir o seu próprio clube.
* Quando estava na Universidade, Morozov costumava escrever os tempos que queria fazer. Agora, está mais focado em desenvolver novas técnicas e incrementar sua sensibilidade na água.
* Menciona que os recordes dos trajes tecnológicos estão com os dias contados, de olho nos 50 e 100 metros nado livre. Citou dois nadadores que lhe impressiona na atualidade. Caeleb Dressel e seu último parcial no NCAA sem respirar lhe deixou estupefato. Ainda destacou a velocidade de Adam Peaty nas provas de peito.
* Quando era jovem, Morozov tinha um sonho de ganhar três medalhas numa Olimpíada. Agora, para Tóquio, se vier uma, estará satisfeito.
* Falando em satisfação, se sua carreira terminasse hoje, teria muita coisa boa para contar. “Jamais me sentiria desapontado”. Foi uma carreira satisfatória.
* Diz que esqueceu o drama vivido no Rio 2016. Acusado por fazer parte do esquema de doping onde suas amostras desapareceram, inocentado que foi, Morozov diz que “já esqueceu”, nem quer lembrar para ser mais exato. Menciona o fato desagradável de ter seu nome com um asterisco em algumas publicações na imprensa internacional, “me incomoda” diz ele.
* Um treino por dia, mas banhos de gelo, massagem, Morozov tem uma rotina bem estruturada para a sua semana de trabalho. Também falou da sua dieta e diz que experimentou por algum tempo o jejum intermitente. Chegou a comer apenas uma vez por dia, mas hoje adota duas refeições diárias. O açúcar praticamente não existe, a proteína animal caiu muito. Antes, comia carne quase toda refeição, agora tem mais proteína consumida no peixe.
* Destaca que nadar em curta é diferente de longa. São mais detalhes, uma prova mais técnica. Agradece muito ter tido a oportunidade de fazer o circuito da Copa do Mundo. Uma lição a cada etapa, diz ele.
* Entre os locais favoritos, Eindhoven e Singapura foram suas cidades preferidas.

Vladimir Morozov vai estar com a Rússia no Campeonato Mundial de Piscina Curta em Hanghzhou, na China, de 11 a 16 de dezembro.

Vladimir Viktorivich Morozov, nasceu em Novosibirski Oblast, Sibéria, Rússia, 16 de junho de 1992

Medalhas internacionais

COMPETIÇÃO OURO PRATA BRONZE TOTAL
OLIMPÍADA 0 0 1 1
MUNDIAL LONGA 0 2 2 4
MUNDIAL CURTA 8 5 0 13
EUROPEU LONGA 2 4 1 7
EUROPEU CURTA 10 5 1 16
TOTAL 20 16 5 41
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *