Desde 2001, 18 anos consecutivos, São Paulo campeão do Troféu Chico Piscina. Confira como foi o terceiro e último dia prova a prova.

100 metros nado livre Infantil feminino –
Dobradinha de São Paulo e decidida na batida. Vitória para Giovana Reis Medeiros que passou na frente 28.33 contra 28.63 de Stephanie Balduccini. Nos metros finais, Stephanie chegou a estar na frente, mas errou a chegada, melhor para Giovana 58.30 contra 58.35. Embora anunciado o recorde de campeonato, não foi. Pelo regulamento os 58.16 de abertura de revezamento do 4×100 livre da própria Giovana fica como o recorde de campeonato da competição.

Pódio da prova:
1o Giovana Reis Medeiros de São Paulo 58.30
2o Stephanie Balduccini de São Paulo 58.35
3o Ana Luiza Daisson do Rio de Janeiro 59.11

100 metros nado livre Infantil masculino
De ponta a ponta, sem ser ameaçado, vitória para Lucas Tudoras de São Paulo com 53.83, o único a quebrar a barreira do 53. E fez oficialmente pela primeira vez. Já havia feito nos parciais de revezamento, faltava na prova individual e aconteceu.

Pódio da prova:
1o Lucas Tudoras de São Paulo 53.83
2o Luiz Felipe Alves do Rio de Janeiro 54.42
3o Vinicius Hemeterio de Menezes do Distrito Federal 55.00

100 metros nado livre Juvenil feminino –
Confirmando o favoritismo, sua segunda medalha de ouro, vencendo já no parcial, Aime Louise Silva Lourenço do Distrito Federal 56.94 com parcial de 27.37. Aime foi campeã dos 50 e 100 livre, e terminou com uma prata nos 200 livre, seu melhor Chico Piscina em quatro anos.

Pódio da prova:
1o Aime Louise Silva Lourenço do Distrito Federal 56.94
2o Maria Guillhermina Ruggiero da Argentina 57.44
3o Sofia Garuffi Rondel de São Paulo 58.55

100 metros nado livre Juvenil masculino –
Lucas Santos Ferreira de Souza de São Paulo chegou a sua segunda vitória na competição com 51.42, o único 52 da prova. Passou na frente 24.92, o único abaixo dos 25 segundos. Diz que sentiu um pouco no final.

Pódio da prova:
1o Lucas Santos de Souza de São Paulo 51.42
2o Octavio Leal Tassani do Uruguai 52.67
3o Antonio Sabedotti do Paraná 53.11

100 metros costas Infantil feminino –
A bela performance da Argentina na competição foi coroada com uma dobradinha. Vitória para Magadalena Walter 1:06.44 e Agustina Gay com 1:07.30. Elas já havia sido os dois melhores tempos nas eliminatórias.

Pódio da prova:
1o Magadalena Portela Walter da Argentina 1:06.44
2o Agustina Gay da Argentina 1:07.30
3o Nathalia Stephany Silva de São Paulo 1:07.64

100 metros costas Infantil masculino-
Primeiro título nacional da carreira para Lucca Cruz Tonin de Santa Catarina. Venceu com 1:00.82 batendo Pedro Benevenute Oliveira do Espírito Santo 1:01.10. A prova foi equilibrada e os quatro primeiros nadadores ficaram com um segundo de diferença.

Pódio da prova:
1o Lucca Tonin de Santa Catarina 1:00.82
2o Pedro Benevenute Oliveira do Espírito Santo 1:01.10
3o Vinicius Bento de Morais do Distrito Federal 1:01.29

100 metros costas Juvenil feminino –
Excelente prova, a melhor da categoria Juvenil feminino da competição. Vitória e novo recorde de campeonato para Fernanda Celidônio do Distrito Federal com 1:03.28 batendo Alexia Assunção do Rio de Janeiro 1:03.62. Fernanda melhor nos fundamentos de saída e principalmente virada, Alexia melhor no final de prova. Uma prova e tanto.

Pódio da prova:
1o Fernanda Celidônio do Distrito Federal 1:03.28
2o Alexia Assunção do Rio de Janeiro 1:03.62
3o Maria José Hildebrant da Argentina 1:05.94

100 metros costas Juvenil masculino –
Já se previa pela Best Swimming um duelo equilibrado, e foi. Só não se previa que o campeão seria Pedro Pena do Mato Grosso do Sul campeão com 58.51 batendo Vinicius Kohns de Santa Catariana por 12 centésimos. Os dois nadando para a melhor marca pessoal. Ainda a destacar o bronze para o Rio Grande do Norte, Ney Lima Filho, primeiro ano de categoria chegando em terceiro lugar com 59.13 empatado com Gabriel Almeida Oliveira de São Paulo.

Pódio da prova:
1o Pedro Pena do Mato Grosso do Sul 58.51
2o Vinicius Arns Kohns de Santa Catarina 58.63
3o Ney Lima Filho do Rio Grande do Norte e Gabriel Almeida Oliveira de São Paulo 59.13

Revezamento 4×100 metros medley Infanti feminino –
A Argentina abriu na frente, costas e peito, mas a partir do borboleta, São Paulo tomou a liderança para vencer com 4:27.97 chegando perto do recorde de campeonato de 4:27.10 do Paraná desde 2014. Equipe campeã com Nathália Stephany Silva, Beatriz de Flausino, Stephanie Balduccini e Giovana Reis Medeiros. As argentinas que largaram na frente, quase perderam a prata para as cariocas.

Pódio da prova:
1o São Paulo 4:27.97
2o Argentina 4:31.69
3o Rio de Janeiro 4:31.87

Revezamento 4×100 metros medley Infantil masculino –
Vitória e recorde de campeonato para São Paulo que largou o costas atrás, mas já partir do peito estava na frente. Ouro para Fabio Alves Neves, Stephan Steverink, Lucas Tudoras e Luiz Matheus Gonçalves com 4:01.92. O recorde de campeonato era 4:03.51 de 2010, uma bela quebra da marca.

Pódio da prova:
1o São Paulo 4:01.82 recorde de campeonato
2o Argentina 4:06.81
3o Santa Catarina 4:11.02

Revezamento 4×100 metros medley Juvenil feminino –
Para completar a boa competição, ouro para a Argentina com 4:22.08 deixando Rio de Janeiro em segundo e São Paulo em terceiro lugar.

Pódio da prova:
1o Argentina 4:22.08
2o Rio de Janeiro 4:24.57
3o São Paulo 4:24.87

Revezamento 4×100 metros medley Juvenil masculino –
Gabriel Vereza Costa, Nicollas Souza, Vitor Franco e Bernardo Brandão fizeram a última medalha de ouro vencendo uma boa disputa contra São Paulo. No placar, diferença de apenas sete centésimos, porém minutos depois, o anúncio da desclassificação dos paulistas. Bom para o Paraná que subiu do terceiro para o segundo e para a Argentina do quarto para o terceiro.

Pódio da prova:
1o Rio de Janeiro 3:54.41
2o Paraná 3:57.80
4o Argentina 3:58.35

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *