A espanhola Mireia Belmonte é conhecida, e reconhecida, como uma das nadadoras que mais treina entre as melhores do planeta. Sob o rigoroso regime de trabalho do francês Fred Vergnoux, Belmonte praticamente “vive” na altitude de Sierra Nevada, em constantes e longos training camps.

Esta semana, Belmonte deu uma entrevista para a revista Triatlón da Espanha e chama a atenção uma das coisas que sempre realço em palestras, apresentações e clínicas. “Entre el mejor y el peor día de entrenos no debe haber mucha diferencia” diz Belmonte. Basicamente, a campeã olímpica dos 200 metros borboleta expressa que a regularidade precisa estar presente em qualquer programa de treinamento de alto nível.

Na minha concepção, Consistência (em letra maíscula), é o fator #1 da natação competitiva. Ser consistente nos treinos, nas médias, na preparação, nos cuidados, nos fundamentos, nas competições, nos resultados. O nadador até pode treinar mal, treinar bem, só não pode treinar horrível. A mesma coisa de aplica para as competições.

Voltando para Belmonte ela ainda manda: “el trabajo no sirve de nada si no lo haces constantemente”. As duas chaves para o atleta sempre se manter na elite, para a espanhola são “el trabajo y la constancia”.

Entre tão boas reflexões de Mireia Belmonte existe um reconhecimento. Ela mesmo identifica que houve uma Mireia antes e outra depois da chegada do treinador Fred Vergnoux. A ele, é dado o crédito em ter se tornado uma atleta, e antes era “apenas uma nadadadora”. “Me ha enseñado la capacidad de sacrificio y la constancia, me ha enseñado a saber que nunca hay techo”.

Não há segredos em natação, não existem. Não há poção mágica, ou fórmulas que possam fazer milagres. A Consistência é o fator que determina o crescimento, a evolução e a perspectiva de se conseguir grandes resultados.

Como é bom ver um grande atleta apenas atestar algo que parece ser tão óbvio, ainda mais com resultados tão expressivos. Parabéns Mireia Belmonte e seu treinador Fred Vergnoux, que continuem a fazer a diferença em nosso esporte.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *