Em sua entrevista coletiva na Duna Arena, Caeleb Dressel reconheceu “a comparação é inevitável”, mas de forma muito humilde e direta, diz que ainda está longe de ter seus feitos comparados a Michael Phelps. Comparável ou não, Dressel completou a melhor performance da história em Campeonatos Mundiais igualando o maior nadador de todos os tempos com sete medalhas de ouro em uma mesma edição de Mundial.

Cabe uma comparação e análise mais detalhada dos feitos de ambos. Phelps chegou a sete ouros em Mundiais na edição de Melbourne em março de 2007. Tinha 21 anos, três meses antes de completar 22. Dressel chegou as sete medalhas com 20 anos, seu aniversário está perto, dia 16 completa 21.

A favor de Phelps, foram cinco provas individuais e dois revezamentos. Dressel foram três provas individuais e quatro revezamentos. Dressel foi beneficiado pelas medalhas de ouro nos revezamentos mistos que não existiam no Mundial de 2007.

Nas performances, Phelps também leva vantagem. Nas cinco provas individuais que nadou, quebrou o recorde mundial em quatro delas, mais um recorde mundial de revezamento e outro de campeonato. Dressel teve recordes mundiais apenas nas provas de revezamentos mistos, e dois recordes americanos nos 100 livre.

Phelps chegou em 2007 muito mais experiente do que Dressel em 2017. Phelps tinha duas participações olímpicas, Sydney 2000 e Atenas 2004, e já acumulava 6 medalhas de ouro olímpicas e dois bronzes. Dressel também chegou já olímpico em Budapeste, esteve no Rio 2016 onde ganhou duas medalhas de ouro nos revezamentos 4×100 livre e 4×100 medley.

Em Mundiais, Phelps também chegou bem mais experiente do que Dressel na sua conquista. Enquanto Dressel estreou em Mundiais na edição de Budapeste, Phelps chegou a Melbourne 2007 já tendo participado dos Mundiais de 2001 em Fukuoka, 2003 em Barcelona e 2005 em Montreal. Antes das sete medalhas de ouro em Melbourne, Phelps já acumulava 10 medalhas de ouro e 3 de prata em Mundiais.

Um detalhe que aproxima os feitos de Phelps e Dressel é a conquista do primeiro dos ouros na série dos sete alcançados ter sido feito da mesma forma, na mesma prova. Phelps abriu o revezamento dos Estados Unidos campeão do 4×100 livre com 48.42, na época recorde americano. Dressel fez o mesmo em Budapeste com 47.26.

Os dois juntos no pódio do Rio 2016

Lista das sete medalhas de ouro de Michael Phelps e Caeleb Dressel nos seus respectivos recordes:

Michael Phelps, Melbourne 2007
Ouro 4×100 livre, recorde de campeonato, 48.42 recorde americano no parcial de abertura
Ouro 200 livre 1:43.86 recorde mundial
Ouro 100 borboleta 50.77
Ouro 200 borboleta 1:52.09 recorde mundial
Ouro 4×200 livre recorde mundial, 1:45.36 parcial abertura
Ouro 200 medley 1:54.98 recorde mundial
Ouro 400 medley 4:06.22 recorde mundial

Caeleb Dressel, Budapeste 2017
Ouro 4×100 livre, 47.26 recorde americano no parcial de abertura
Ouro 100 livre, 47.17 recorde americano
Ouro 4×100 livre misto
Ouro 4×100 medley misto
Ouro 50 livre 21.15 recorde americano
Ouro 100 borboleta 49.86
Ouro 4×100 medley

2 respostas
  1. carlos
    carlos says:

    Sempre é bom ver nas fotos o Ian Crocker, nadador que para mim foi espetacular no nado borboleta, mas o mundo nunca deu muito valor ao nadador…que se estivesse nadando e mantive-se seu nível de quando foi campeão mundial com seus 50,40 com certeza estaria nadando para 49 baixo ou até quem sabe o primeiro 48 da história da natação no nado borboleta. Pena que desistiu cedo demais.

    Responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *