A única prova feminina incluída para o programa olímpico dos Jogos de Tóquio 2020 é a maior prova da natação, os 1500 livre feminino. Assim como os 800 livre masculino, foi incluída no programa dos Campeonatos Mundiais em 2001, em Fukuoka, no Japão. Desde então, são oito Mundiais com a prova e as americanas tem quatro títulos, os dois últimos por Katie Ledecky.

A primeira campeã mundial foi a alemã Hannah Stockbauer marcando 16:01.02 em 2001. Foi ela também a primeira bi campeã mundial repetindo o título dois anos depois. Ainda tivemos a americana Katie Ziegler bi campeã em 2005 e 2007 e Ledecky vencendo os Mundiais de 2013 e 2015.

As duas últimas vitórias de Ledecky foram com recordes mundiais. A americana bateu o recorde mundial da prova cinco vezes. A primeira vez foi em 2013 com 15:36.53 e desde então já baixou mais de 11 segundos para os atuais 15:25.48 feitos no Mundial de Kazan. As americanas detém os recordes mundiais dos 1500 livre feminino desde 1979. São 38 anos de domínio e nove recordes batidos.

Todas campeãs mundiais dos 1500 livre feminino:
2001 – Hannah Stockbauer da Alemanha 16:01.02
2003 – Hannah Stockbauer da Alemanha 16:00.18
2005 – Kate Ziegler dos Estados Unidos 16:00.41
2007 – Kate Ziegler dos Estados Unidos 15:5305
2009 – Alessia Filippi da Itália 15:44.93
2011 – Lotte Friis da Dinamarca 15:49.59
2013 – Katie Ledecky dos Estados Unidos 15:36.53
2015 – Katie Ledecky dos Estados Unidos 15:25.48

Poliana Okimoto é a recordista brasileira da prova com 16:26.90 feitos no Troféu José Finkel de 2013. O recorde sul-americano da prova pertence a chilena Kristel Kobrich com 15:54.30 no Mundial de Barcelona em 2013.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *