Joao Gomes Jr. Campeonato Mundial FINA em Piscina Curta no Hamad Aquatic Centre. 02 de dezembro de 2014, Doha, Catar. Foto: Satiro Sodre/SSPress
FABIOLA MOLINA

Um ano sem grandes expressões mundiais, algo que não víamos desde 2007. Desde então, foram nove anos em pódios dos Mundiais de Longa e Jogos Olímpicos. Em 2016, passamos batido.

Foi a oportunidade para João Luiz Gomes Júnior fazer a sua melhor performance pessoal. Primeiro ganhando vaga para a sua primeira Olimpíada, chegando a sua primeira final olímpica e terminando em quinto lugar, o melhor resultado masculino da natação brasileira no Rio 2016.

Joao Gomes.  Finais da natacao no OAS. Jogos Olimpicos Rio 2016. 07 de Agosto de 2016, Rio de Janeiro, RJ,  Brasil. Foto: Vitor Silva/SSPress
Joao Gomes. Finais da natacao no OAS. Jogos Olimpicos Rio 2016. 07 de Agosto de 2016, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/SSPress

O capixaba de 30 anos de idade viveu altos e baixos durante este ciclo. O pior momento foi o teste positivo para diurético no Mundial de Piscina Curta em Doha, no Catar. Suspenso por seis meses, João Luiz não desistiu de seus sonhos, não perdeu um dia de treino e conseguiu alcançar seus melhores resultados pessoais nestes dois últimos anos.

Também concorreram no prêmio pela ordem de votação:
Thiago Pereira, Felipe Lima, Felipe França e Brandonn Almeida.

trofeu-best-swimming-joao-gomes-jr

Com 90% dos votos, João Luiz Gomes Júnior, MELHOR NADADOR DO BRASIL.

2 Comentários

  1. 1- concordo com Raquel.

    2- incrível como o pior ano da natação do Brasil nos últimos 9 anos foi justamente no ano de nossa olimpíada, quando deveria ocorrer o contrário! Isso é a cara do esporte brasileiro (em geral), infelizmente.

  2. Não entendi porque o Bruno Fratus não foi indicado nessa categoria. Afinal, ele foi o segundo melhor resultado individual do Brasil nas Olimpíadas, 6º lugar. Eu sei que se esperava que ele conquistasse uma medalha, portanto, o desempenho dele foi decepcionante, mas, em termos absolutos, ele só não foi melhor do que o João Luiz. Thiago Pereira e Felipe França ficaram em 7º lugar na Olimpíada, sendo que o desempenho do Thiago também foi decepcionante pelo que se esperava dele. Brandonn fez um bom tempo nos 400m medley no fim do ano, mas na Olimpíada, a competição mais importante da temporada, piorou 3 segundos do seu melhor tempo e ficou em 15º lugar. E Felipe Lima ganhou um bronze no Mundial de Piscina Curta, mas convenhamos que esse Mundial teve ausência de muitos dos melhores nadadores do mundo e ele nem se classificou pra Olimpíada.

Deixe uma resposta