Top 10: Melhores performances do Mundial de Piscina Curta em Windsor

0
1232
FABIOLA MOLINA

Best Swimming relaciona as dez melhores performances do Campeonato Mundial de Piscina Curta de 2016 em Windsor, no Canadá.

10) Leah Smith dos Estados Unidos, 400 livre 3:57.78
Campeã dos 800 e 400 metros nado livre, Leah Smith venceu suas provas de ponta a ponta. Foi a melhor americana em provas olímpicas na competição. O tempo bateu a marca líder do ranking nacional do ano por dois segundos.

9) Federica Pellegrini da Itália, 200 livre 1:51.73
A Diva já tinha sido campeã e vice campeã olímpica nos 200 livre, campeã mundial em piscina longa duas vezes, vice três vezes e bronze uma vez. Nos Mundiais de Curta, faltava este título, tinha apenas uma prata e agora levou o seu primeiro título mundial nos 200. Prova vencida nos últimos 50 metros, no padrão Pellegrini.

8) Cameron van der Burgh da África do Sul, 50 peito 25.64
Nadando na raia 1, marca que lhe deixou a apenas um centésimo do recorde de campeonato em prova que seus fundamentos de saída, virada e filipinas foram determinantes na vitória.

7) Lilly King dos Estados Unidos, 50 peito 28.92
Melhor índice técnico feminino da competição, com 987 pontos, Lilly King quebrou o recorde americano três vezes, eliminatória, semifinal e final nadando pela primeira vez na casa dos 28 segundos.

6) Radoslaw Kawecki da Polônia, 200 costas 1:47.63
Segundo melhor tempo do mundo no ano, domínio absoluto em prova conquistada com uma habilidade incrível de trabalho submerso abrindo de seus adversários. A marca foi o 7o melhor índice entre os homens.

5) Etiene Medeiros do Brasil, 50 costas 25.82
Terceiro melhor tempo da história e agora contabilizados os tempos do Mundial, Etiene detém dois dos três melhores tempos da história na prova, quatro dos 10. Nadou abaixo de 26 segundos duas vezes em Windsor, coisa que não se fazia no mundo desde 2014. Segunda melhor marca feminina da competição.

4) Tae Hwan Park da Coreia do Sul, 1500 livre 14:15.51
Quarto melhor tempo da história nos 1500 metros nado livre em piscina curta. Quebra de recorde de campeonato e uma melhora significativa para quem nunca havia quebrado a barreira dos 14:30.

3) Marco Koch da Alemanha, 200 peito 2:01.21
Segundo melhor tempo do mundo em 2016, novo recorde de campeonato e segunda melhor marca masculina do Mundial. Prova sem qualquer adversário, dominada do início ao fim.

2) Katinka Hosszu da Hungria, 400 medley 4:21.67
Uma das sete vitórias de Katinka Hosszu, melhor resultado feminino da competição com 979 pontos na tabela pontuação FINA.

1) Chad Le Clos da África do Sul, 100 borboleta 48.08
Único recorde mundial em prova individual da competição. Melhor marca do Mundial com 1.022 pontos, único a quebrar a barreira dos 1.000 pontos. Recorde batido de forma espetacular repetindo o mesmo parcial da prova no recorde anterior de 2014 e ajustando uma melhor volta.

Deixe uma resposta