Brandonn Almeida fez história ontem em João Pessoa. Aos 19 anos de idade, Brandonn venceu o seu 13o título consecutivo em Campeonatos Brasileiros de categoria na prova dos 400 medley. Isso quer dizer puro 100%, do infantil ao júnior II, inverno e verão, todas as provas de 400 medley foram dele.

O feito é inédito e muito expressivo. Brandonn ainda quebrou 12 recordes nas 13 vezes que nadou. Só não quebrou na prova de ontem onde teve o irmão Bruce Hanson na segunda posição, vencendo com tranquilos 4:19.64, 10 segundos a frente do irmão. A primeira vez que nadou o Brasileiro, foi naquele controverso Ruben Dinard de 2010 marcado para Foz do Iguaçu, no Paraná, onde Brandonn pode nadar apenas as eliminatórias e com 4:45.54. O frio cancelou as finais e a competição não foi nem terminada.

natacao_brandonn_almeida_foto_satiro_sodre

Os 400 medley é a prova favorita de Brandonn. Foi nela que conseguiu seus maiores feitos. O primeiro título de Maria Lenk, a primeira convocação para a Seleção Brasileira Absoluta, o primeiro recorde mundial júnior, a primeira medalha em Jogos Pan Americanos e que já veio dourada, o primeiro índice olímpico. Só não conseguiu o ouro no Mundial Júnior do ano passado, quando não conseguiu repetir a performance de Toronto no Pan, e acabou com a medalha de prata.

Confira como foi toda esta trajetória histórica de Brandonn nas suas 13 vitórias consecutivas de Campeonatos Brasileiros de categoria:

2010 – Infantil I
Ruben Dinard, em Foz do Iguaçu, 4:45.54 recorde
Maurício Bekenn, em Fortaleza, 4:45.36 recorde

2011 – Infantil II
Ruben Dinard, em Recife, 4:44.28 recorde
Maurício Bekenn, em João Pessoa, 4:36.03 recorde

2012 – Juvenil I
Arthur Carepa, em Recife 4:33.83 recorde
Carlos Campos Sobrinho, em Curitiba, 4:32.28 recorde

2013 – Juvenil II
Arthur Carepa, em Belém, 4:24.74 recorde
Carlos Campos Sobrinho, na Palhoça, 4:26.40 recorde

2014 – Júnior I
Tancredo Neves, Rio de Janeiro, 4:23.67 recorde
Julio de Lamare, Rio de Janeiro, 4:21.39 recorde

2015 – Júnior II
Tancredo Neves, Brasília, 4:25.13 recorde
Julio de Lamare, Vitória, 4:17.25 recorde

2016 – Júnior II
Tancredo Neves, não teve
Julio de Lamare, João Pessoa, 4:19.64

14702337_1406825646013094_6330320100876963107_n

4 respostas
  1. Fernando Marçal
    Fernando Marçal says:

    Coach, na verdade aquele brasileiro nao tinham finais. Eram finais diretas, o frio cancelou algumas etapas da competição, praticamente a metade.

    Responder
  2. Marcio
    Marcio says:

    Coach,
    Parabéns pela matéria. E parabéns ao atleta, a sua mãe e aos seus treinadores. Todos maravilhosos.
    Engraçado eh que na contramão deste grande feito, parece que pela primeira vez este fantástico atleta não devera ganhar nenhum dos dois troféus – eficiência e índice técnico…
    Aproveito a oportunidade para lhe sugerir que seja feito o TOP 10 para esta mesma geração masculina da serie de maiores vencedores consecutivos de brasileiros (inverno e verão). Isto porque existem outros atletas também muito bons, mas que não tiveram o mesmo reconhecimento pela comunidade aquática.
    Grande abraço e obrigado.

    Responder
    • Alex Pussieldi
      Alex Pussieldi says:

      Márcio, há muitos nadadores de potencial, porém não houve nesta geração, nem na anterior nenhum nadador que conseguiu vencer 13 títulos consecutivos de Infantil I até Júnior II. O reconhecimento precisa ser feito.

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *