O Desafio Piraquê Raia Rápida 2016 traz uma novidade em sua quinta edição: pela primeira vez outros atletas poderão participar do Festival Raia Rápida, evento que será realizado antes do Desafio, com inscrições abertas ao público. Por quê? O grande atrativo é você ter a experiência de competir na piscina olímpica do Estádio Aquático Olímpico – que começará a ser desmontada após o término da competição, mesmo local onde sagraram-se Michael Phelps e Daniel Dias.

Estarão na briga pelo título deste ano Brasil, Estados Unidos, África do Sul e Itália. O formato segue o mesmo, com as quatro equipes se enfrentando em provas nos 50m nos quatro estilos (borboleta, costas, livre e peito), além do revezamento 4x50m medley . Essa edição ainda terá uma novidade: o Festival Raia Rápida, voltado para crianças e atletas amadores, acontece pela primeira vez e ainda está com inscrições abertas no raiarapida.com.br/festival.

Campeã em 2014 e 2015, a seleção brasileira tem como principal nome Bruno Fratus (nado livre), quarto lugar nos 50m livre em Londres 2012 e sexto nos Jogos Rio 2016. Completam a equipe Henrique Rodrigues (costas, substituindo Guilherme Guido), Henrique Martins (borboleta) e João Gomes Jr. (peito).

Donos do título da primeira edição do Raia Rápida, em 2012, os EUA trazem um time forte, capitaneado por um bicampeão olímpico nos 50m livre. Aos 35 anos, Anthony Ervin se tornou o nadador mais experiente a vencer uma prova em Jogos Olímpicos ao surpreender o mundo e ganhar os 50m livre nos Jogos Rio 2016, superando o favorito francês, Florent Manaudou. O americano já havia sido campeão em Sydney-2000.

Também integram o time dos EUA Eugene Godsoe (costas), participante do Raia Rápida em 2012, 2013 e 2014 e vice-campeão mundial nos 50m borboleta em Barcelona-2013, Mike Alexandrov (peito), presente em todas as edições; além do estreante Tim Philips (borboleta), campeão mundial com o revezamento 4x100m medley em Kazan-2015.

A África do Sul apresenta uma equipe com medalhistas em Jogos Olímpicos e Mundiais em busca do título inédito. O principal nome é o veterano Roland Schoeman (borboleta). Aos 36 anos, o sul-africano foi campeão olímpico no revezamento 4x100m livre, vice nos 100m livre e bronze nos 50m livre em Atenas-2004. Sagrou-se campeão mundial nos 50m livre e 50m borboleta em Montreal-2005 e 50m borboleta em Melbourne-2007.

Os sul-africanos também contam com Gerhard Zandberg (costas), campeão mundial nos 50m costas em Melbourne-2007 e bronze em Barcelona-2003, Roma-2009 e Xangai-2011; Giulio Zorzi (peito), bronze nos 50m peito no Mundial de Barcelona-2013; e Doug Erasmus (livre).

A Itália, que busca seu primeiro título do Raia Rápida, tem como principal nome Fabio Scozzoli (peito), vice-campeão mundial nos 50m peito e 100m peito em Xangai-2011. Completam o time Simone Sabbione (costas), campeão olímpico da juventude nos 100m costas, vice no revezamento 4x100m livre e bronze nos 50m costas em Nanjing-2014; Daniele D’Angelo (borboleta); e Mirco Di Tora (livre).

Formato da competição:

Cada país será representado por quatro atletas, que competirão em provas individuais e de revezamento, sempre nadando no seu melhor estilo (borboleta, costas, peito e livre). Os atletas disputam provas eliminatórias, sempre na distância de 50m. Os últimos colocados de cada prova são eliminados da série seguinte, até que restem apenas dois nadadores para a final de cada modalidade.  Logo depois, os nadadores voltam à piscina para a segunda fase do desafio com um empolgante revezamento 4x50m medley.  A equipe com maior pontuação nas duas fases será a grande campeã.

Campeões Raia Rápida:

2012 – EUA – Josh Schneider/ Adam Mania/Mike Alexsandrov/ Eugene Godsoe
2013 –  Austrália: Daniel Arnamnart / Christian Sprenger / Matt Targett / Matt Abood
2014 –  Brasil –  Matheus Santana/ Nicholas Santos/ Felipe França / Guilherme Guido
2015 – Brasil – Matheus Santana, Nicholas Santos, Felipe França e Daniel Orzechowski

Festival Raia Rápida:

As inscrições estão abertas e devem ser feitas no site raiarapida.com.br/festival.

Na categoria Open, a idade mínima para competir é de 13 anos e as inscrições custam R$ 360, e para as crianças de 07 a 12 anos, na prova Kids, o lote de inscrições custa R$ 240. As inscrições vão até o dia 21 de setembro ou até esgotarem as vagas. Os atletas retiram seus kits no dia do evento, no Parque Olímpico.

O Raia Rápida é uma realização do Instituto Faz Sport, com promoção da Effect Sport e conta com o patrocínio da Piraquê, parceria esportiva da Arena, apoio do Ticket Agora, Myrtha Pools, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Rio Eventos e Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude. A competição tem ainda a parceria de mídia da Revista Swim Channel, 30 Todo Dia e Boa Diversão. O evento apoia ainda o Instituto Pro Criança Cardíaca. Hotel oficial Grand Mercure.

Programação:

23/09
10h30- Atendimento à imprensa
12h – 13h – treino aberto para captação de imagens

25/09
7h – 9h – Festival Raia Rápida – provas amadoras (open e kids)
10h – 13h – Desafio Raia Rápida – elite

Recordistas:

Os recordes da competição foram todos obtidos em 2014, a saber:

50 costas: Gerhard Zandberg, RSA, 25.00
50 peito: Felipe França, BRA, 27.21
50 borboleta: Nicholas dos Santos, BRA, 22.97
50 livre: Anthony Ervin, USA, 21.92

1 responder
  1. Rafael
    Rafael says:

    “Entrada do Público Geral:
    A organização pede a doação de 2 latas de leite em pó que serão destinadas ao Instituto Pro Criança Cardíaca.
    Não teremos credenciamento de público geral.”

    O que o fato de não ter credenciamentor quer dizer? E pra entrar é só chegar com as latas de leite em pó? Não preciso levar nenhum outro tipo de papel etc.

    Responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *