Seletiva Americana em andamento, até domingo, e outros times se formando ao redor do planeta.

Dinamarca anunciou a sua equipe olímpica para o Rio 2016 com 15 nadadores. Um aumento significativo em relação ao time de Londres 2012 quando foram 10 atletas, cinco de cada sexo.

Dos 15 nadadores, oito estavam na última Olimpíada.

Feminino – Jeanette Ottesen, Rikke Pedersen, Mie Nielsen, Lotte Friis, Pernille Blume, Sarah Bridge, Julie Kepp Jensen
Masculino – Mads Glaesner, Anders Lie Nielsen, Pal Joensen, Viktor Bromer, Anton Orskov, Daniel Skaaning, Soren Dahl, Magnus Westermann
Comissão técnica Nick Juba (head coach), Stefan Hansen, Eyleifur Johannesson e o australiano Shannon Rollason.

Dinamarca não ganhou medalha na natação dos Jogos de Londres em 2012. A última medalha olímpica do país foi Lotte Friis bronze nos 800 metros nado livre em Beijing 2008.

Últimas tentativas de tempos olímpicos. Encerrou no domingo o Campeonato Nacional de Bahamas em Nassau. Alguns resultados internacionais das tomadas de tempo:
200 medley masculino –
Juan Sequera da Venezuela 2:02.65

100 livre feminino –
Arianna Vanderpool de Bahamas 54.52

100 livre masculino –
Cristian Quintero da Venezuela 49.72
Dylan Carter de Trinidad & Tobago 49.87
Ben Hockin do Paraguai 50.00

50 livre feminino –
Arianna Vanderpool Wallace de Bahamas 24.94
Jeserick Pinto da Venezuela 25.90

100 peito feminino –
Mercedes Toledo da Venezuela 1:11.24
Lisa Blackburn de Bermudas 1:11.92

100 peito masculino –
Youseef el Kamash do Egito 1:02.34
Renato Prono do Paraguai 1:02.52

200 costas masculino –
Matias Lopez do Paraguai 2:00.62

A nadadora Valeria Gruest Slowing da Guatemala conseguiu o índice A nos 800 metros nado livre em Bahamas com 8:33.28 além de marcas B nos 400 livre 4:10.80 e 2:02.01. Ela ainda nadou os 100 livre com 58.41. Todas suas marcas foram novos recordes nacionais de seu país.
Valerie Gruest segue a tradição da família na natação olímpica. Sua mãe, Karin, esteve nos Jogos de 1984, nadando a prova dos 100 borboleta. Sua tia, Melanie, foi aos Jogos de 2004 em Atenas pelos 50 livre.

Em andamento, esta semana, novamente em Bahamas, o CISC, Campeonato das Ilhas do Caribe. Além de torneios seletivos “última chance”, um deles, o Campeonato Nacional do Perú, em Lima.

1 responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *