Faltando 21 dias, três semanas para o USA Olympic Trials, maior seletiva olímpica do mundo e o fim de semana foi repleto de competições nos Estados Unidos. Tempos fortes e importantes. Confira o que de melhor se viu pelo fim de semana ao redor do mundo rumo ao Rio 2016.

Kyle-Chalmers-by-Mike-Lewis-4-640x427

Em Santa Clara e Indianápolis tivemos as duas últimas etapas do Arena Pro Swim Series fechando a temporada 2015/2016 dos Grand Prixs da USA Swimming. Conor Dwyer pelo terceiro ano consecutivo e Katie Ledecky, esta vencendo pela primeira vez, foram os vencedores do prêmio de 10 mil dólares pela pontuação acumulada no Circuito. Dwyer também vai poder utilizar o carro BMW por um ano enquanto Ledecky, que não tem carteira de motorista, deixa o carro para Maya Dirado, segunda colocada no ranking geral.

Em Santa Clara, competição muito forte com 11 recordes quebrados. Na verdade foram 10 recordes quebrados e um igualado por Emma McKeon nos 100 livre com 53.30, igualando o tempo de sua compatriota Cate Campbell em 2008.

Australianos fizeram festa em Santa Clara. Ganharam 12 das 26 provas e com direito a recorde nacional australiano nos 800 livre com Jessica Ashwood marcando o segundo tempo do mundo com 8:18.14.

Os melhores resultados da competição vieram do chinês Sun Yang vencedor dos 200 livre com 1:44.82 e nos 400 livre, apenas nas eliminatórias com 3:43.55. Sun Yang saiu da final dos 400 e da prova dos 1500 livre sem qualquer motivo aparente.

Entre os americanos, destaque maior para Conor Dwyer que desceu de 80 dias de treinamento de altitude em Colorado Spings fazendo o melhor tempo dos Estados Unidos em 2016 nos 200 livre com 1:45.41. Nathan Adrian também foi destaque com 21.68 nos 50 livre e nadando os 100 livre apenas nas eliminatórias com 48.17.

Link para os resultados completos:
http://www.fastlanetek.com/swmeets/2016_06_03_SCSC_Arena_Pro/

start-200-free-

start-200-free-

Em Indianápolis, os melhores resultados vieram com o melhor tempo do mundo em 2016 nos 100 costas com David Plummer 52.40 4 Leah Smith vencendo três provas, todas com melhores marcas pessoais e em padrão de ranking mundial nos 200 livre (1:56.64), 400 livre (4:03.33) e 800 livre (8:24.87).

Santo Condorelli venceu os 100 livre (48.34) e quebrou o recorde canadense nos 100 borboleta primeira vez abaixo dos 52 segundos com 51.98.

Link para todos os resultados:
http://omegatiming.com/Competition?id=0001100002FFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFF&sport=AQ&year=2016

michael-phelps-santa-clara-2015-82-e1438013814863-720x500

Michael Phelps não foi a nenhum dos dois GPs, optou pelo Longhorn Elite Invite em Austin, no Texas. O desempenho ficou bem abaixo do esperado. Phelps venceu apenas os 100 livre com 49.39 depois foi segundo colocado nos 100 borboleta (51.65), quarto colocado nos 200 livre (1:48.73). No domingo, nadou as eliminatórias a prova dos 200 medley, 2:05, mas optou por sair da final. Não gostou nem um pouco de sua performance e a saída da competição não esconde isso.

Joseph Schooling de Singapura que ganhou de Phelps nos 100 borboleta com 51.58, sétimo tempo do mundo em 2016, não repetiu a boa performance nos 200 borboleta. Terminou em sétimo lugar com 2:02.31 depois de 2:01.83 nas eliminatórias.

Nos 200 livre masculino, os dois primeiros colocados são nadadores da Universidade do Texas, Townley Hassa 1:47.86 e Clark Smith 1:47.97, passam a ser o segundo e terceiro no ranking americano em 2016.

Missy Franklin foi batida duas vezes por Alisson Schmitt, nos 100 e 200 livre. Nos 100 54.37 contra 54.56 e nos 200 livre mais fácil 1:56.87 contra 1:57.78. Missy venceu as provas de 100 e 200 costas respectivamente com 1:00.50 e 2:09.45.

Chase Kalisz venceu os 400 medley com boa marca de 4:11.51.

Link para os resultados completos:
http://www.txlameetresults.com

29jpSWIM2-articleLarge

Caeleb Dressel competiu no Tennessee Invitational. Lá alcançou duas melhores marcas pessoais nos 100 livre com 48.74 e nos 200 livre com 1:48.39. No domingo, fechou com 22.09 nos 50 livre.

Link para os resultados completos:
http://results.teamunify.com/sepac/

Outro torneio no SwimMac na Carolina do Norte.Ryan Lochte fez a sua melhor marca pessoal nos 100 peito com 1:02.19. Outras boas marcas com Madison Kennedy nos 50 livre com 24.97 e Cullen Jones, também nos 50 livre 22.04.

CkMpEk0WgAEjXz4

Na Europa, tivemos a primeira etapa do Circuito Mare Nostrum em Monaco. Chad Le Clos venceu as provas de 100 e 200 borboleta com melhores marcas do que havia feito na seletiva olímpica de seu país respectivamente com 51.58 e 1:54.90.

Entre as mulheres, destaque para Katinka Hosszu, seis provas, seis medalhas, cinco delas de ouro.

Link para os resultados:

http://www.montecarlo-swimming.org/Resultats/Resultats2016.php

Swimming_Canada470x263

Com a definição da repescagem dos revezamentos no dia 31 de maio, a Swimming Canadá anunciou a convocação de mais dois nadadores completando a Seleção Olímpica Canadense com 28 atletas. Veja a equipe anunciada com a comissão técnica:

Masculino
Javier Acevedo – 100 costas, 4x100m medley revezamento
Ryan Cochrane – 400 livre, 1500 livre
Ashton Baumann – 200 peito
Santo Condorelli – 50 livre, 100 livre, 4×100 livre revezamento, 4x100m medley revezamento
Yuri Kisil – 50 livre, 100 livre, 4×100 livre revezamento
Evan Van Moerkerke – 4×100 livre revezamento
Markus Thormeyer – 4×100 livre revezamento
Mack Darragh – 4x100m medley revezamento
Jason Block – 4x100m medley revezamento

Feminino
Brittany MacLean – 200 livre, 400 livre, 800 livre, 4×200 livre revezamento
Penny Oleksiak – 100 borboleta, 200 livre, 100 livre, 4×100 livre revezamento, 4×200 livre revezamento, 4×100 medley revezamento
Noemie Thomas – 100 borboleta, *(4×100 medley revezamento)
Kylie Masse – 100 back, 4×100 medley revezamento
Dominique Bouchard – 100 costas
Sydney Pickrem – 200 MEDLEY, 400 MEDLEY
Emily Overholt – 400 MEDLEY
Kierra Smith – 100 peito, 200 peito, 4×100 medley revezamento
Rachel Nicol – 100 peito
Audrey Lacroix – 200 borboleta
Erika Seltenreich-Hodgson – 200 MEDLEY
Chantal Van Landeghem – 50 livre, 100 livre, 4×100 livre revezamento *(4×100 medley revezamento)
Martha McCabe – 200 peito
Hilary Caldwell – 200 costas
Michelle Williams – 50 livre, 4×100 livre revezamento
Katerine Savard – 4×200 livre revezamento
Kennedy Goss – 4×200 livre revezamento
Sandrine Mainville – 4×100 livre revezamento
Taylor Ruck – 4×200 livre revezamento

Coaching Staff
High Performance Director John Atkinson
Ben Titley
Tom Johnson
Steve Price
Linda Keifer
Ryan Mallette
Kevin Thorburn

50004-olympic-image1

O Catar anunciou a delegação do país para o Rio 2016 com 36 atletas e pela segunda vez na história com uma mulher na natação olímpica. É Nadja Arkaji, 22 anos, foi olímpica em 2012 terminando em 58o lugar na prova dos 50 metros nado livre com 30.89. Filha de um ex-goleiro da Seleção de Futebol do Catar, Arkaji foi escolhida para nadar as provas de 200 metros nado livre e 100 borboleta onde tem respectivamente 2:30.40 e 1:17.30.

Em Londres 2012, foi a primeira vez que o Catar teve atletas mulheres competindo na Olimpíada com quatro representantes, uma delas, a atiradora Bahiya Al-Ham foi a porta-bandeira no desfile de abertura.

2 respostas
  1. Rafael
    Rafael says:

    Coach, depois de terminar as seletivas e as principais competições, você vai fazer um “pódio virtual” com os melhores tempos de 2016? O que configuraria numa “prévia” para as Olimpíadas?

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *