Prêmio Superação Águas Abertas em 2015

Diogo Andrade Villarinho, Minas Tênis Clube

0
2505
FABIOLA MOLINA

Este ano não vamos ter o Prêmio Revelação das Águas Abertas, ele foi substituído, e em boa causa, pelo Prêmio Superação.

Não há como deixar de reconhecer o esforço, o sacrifício, a força de vontade, e a estrutura emocional da temporada de Diogo Andrade Villarinho. O goiano de 21 anos de idade começou o ano com um constante mal estar. Uma consulta ao médico ainda em fevereiro e a solicitação de um exame mais apurado.

Treino, Botafogo

O resultado foi a identificação de um tumor, um câncer na tireóide. A necessidade de uma cirurgia foi marcada para agosto, depois do Mundial de Kazan, onde Diogo não conquistou a vaga olímpica, mas voltou da Rússia com a medalha de prata na prova por equipes.

Duas semanas depois da cirurgia, Diogo estava de volta as piscinas. Mais duas semanas, de volta as águas abertas.

Ficou no quarto lugar mais comemorado da sua carreira na etapa de Hong Kong da Copa do Mundo. Na semana seguinte, terminou em décimo lugar e finalizou a temporada como quarto colocado do ranking mundial.

Diogo mostrou a todos nós uma determinação e uma vontade incrível neste 2015. De fora do Rio 2016 pelas águas abertas, e mesmo com o câncer e a cirurgia, sua determinação é tentar uma vaga na piscina. Ele não pode estar na disputa do Open em dezembro.

Uma queda de produção nos treinamentos apresentou outros cuidados a serem seguidos no tratamento que segue. Seu metabolismo ainda lida com o hipertireodismo e uma dieta sem qualquer consumo de iodo. Por conta disso, foi melhor ficar de fora do Open, mas a volta para o Maria Lenk está confirmada.

Não há como não admirar todo este esforço, toda esta vontade. O Painel de Especialistas e a Best Swimming se redime a você Diogo, nosso modelo, nosso Prêmio Superação 2015.

Deixe uma resposta