A votação já estava encerrada, apenas um voto separava o primeiro do segundo colocado, entretanto um votante retardatário fez o primeiro empate da história do Troféu de Melhor Técnico do país pela Best Swimming.

E foram dois treinadores com belos resultados na temporada. Um deles, Carlos Henrique Matheus do Corinthians, já havia sido escolhido em 2013, outro André Luis Simões Ferreira, Amendoim, é estreante nesta conquista.

carlos-matheus-tecnico-da-natacao-do-corinthians-e-sobrinho-de-vicente-matheus-1450900943039_615x300

Carlos Matheus

André Ferreira Amendoim

André Ferreira Amendoim

Fernando Vanzella do SESI-SP, foi o vencedor da temporada passada, e embora tenha sido votado pelo trabalho com Etiene Medeiros, ficou distante da dupla Carlão e Amendoim, responsável por 90% dos votos apurados.

Carlos Henrique Matheus comandou o Corinthians e seu grupo de elite já tem três nadadores com índices para o Rio 2016: Leonardo de Deus, Brandonn Almeida e Thiago Simon. Os três somam seis medalhas nos Jogos Pan Americanos de Toronto e mais duas medalhas no Mundial Júnior de Singapura conquistadas por Brandonn que terminou o ano como recordista brasileiro dos 1500 livre e recordista mundial júnior dos 400 medley.

André Amendoim comandou um grupo muito forte com Manuella Lyrio, Joanna Maranhão, Henrique Rodrigues e Guilherme Guido, são quatro nadadores medalhistas no Pan Americano dois deles finalistas em Kazan. Recordes brasileiro e sul-americano respectivamente nos 400 e 200 livre para Manuella, brasileiro nos 400 medley e sul-americano nos 200 costas para Joanna Maranhão e sul-americano para Guilherme Guido nos 100 costas.

Uma dupla de peso, amigos de infância, e que representam uma nova era no trabalho de treinador na natação brasileira. Prêmio muito bem dividido e merecido.

1 responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *