Assim como Ana Marcela Cunha no feminino, unanimidade no masculino com o também baiano Allan do Carmo.

Ganhou a vaga olímpica para o Rio 2016 ao terminar em nono lugar na prova dos 10 quilômetros em Kazan, dois dias depois estava recebendo a medalha de prata (controversa) na prova por equipes ao lado de Ana Marcela Cunha e Diogo Villarinho.

allan-carmo

Allan ainda foi destaque no Circuito da Copa do Mundo terminando mais uma vez no Top 3 do ano.

Fora de Londres 2012, Allan vai disputar no Rio a sua segunda Olimpíada. Desta vez, no mar, sua “praia preferida”, literalmente, e pelos recentes resultados e suas características, é grande candidato a brigar por uma medalha.

Se depender do Senhor do Bonfim como o técnico Rogério Arapiraca sempre apregoa ou “Viva São João” como o seu Mamédio, pai de Allan, costuma gritar, o melhor nadador de águas abertas do Brasil é um potencial e tanto para os Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Também foram nominados no prêmio: Vitor Colonese do Unisanta e Diogo Andrade Villarinho do Minas Tênis Clube.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *