Faltando 307 dias para os Jogos Olímpicos do Rio 2016 e momentos antes de embarcar para a Ásia onde participa das duas últimas etapas da Copa do Mundo de Águas Abertas, Ana Marcela Cunha anunciou a sua saída do SESI-SP. A notícia foi divulgada no Blog do Coach e logo em seguida a nadadora divulgou uma nota oficial a qual reproduzimos abaixo:

Ao iniciar longa viagem ao Oriente, onde estarei mais uma vez e com muito orgulho representando minha pátria, venho publicamente agradecer ao SESI-SP desde o Presidente diretores, pessoal administrativo de todos os setores, equipe técnica, e principalmente o coach Fernando Possenti, por todo o trabalho e dedicação que juntos conseguimos realizar, com resultados fantásticos de nível mundial nas Maratonas Aquáticas.

Se, por motivo de não termos chegado a consenso para renovação contratual estamos encerrando de comum acordo nossos vínculos empregatício e empresarial em 31 de outubro próximo, por outro lado, estarei levando comigo mais um aprendizado para toda a vida, com humildade, honestidade, dedicação e respeito.

Sigo meu caminho, levando no coração novas amizades e novos desafios.

Obrigado SESI-SP, obrigado por tudo, vocês fazem parte da minha trajetória e da minha história.

Um beijo grande,

Ana Marcela Cunha.

Ana Marcela foi recebida por Paulo Skaff no retorno de Kazan

Ana Marcela foi recebida por Paulo Skaff no retorno de Kazan

Ana Marcela não especifica onde e com quem passará a treinar no seu retorno da Ásia, mas a decisão com relação ao SESI-SP é irreversível. O rompimento foi feito de comum acordo entre as partes e ao que tudo indica houve discussões com relação a política de patrocínios individuais do atleta ao qual o SESI-SP não aceitou. Esta, foi uma das primeiras razões que vem sendo discutidas nos últimos meses no qual a nadadora e seus representantes discordavam da política do clube.

1 responder
  1. Polêmico
    Polêmico says:

    depois de tanto tempo de um trabalho tão eficiente, ela sai a um ano das olimpiadas?? Claro que estamos conjecturando, pois só ela sabe o que se passa la, mas isso soa, no mínimo, inconsequente!

    Será que não vale a pena renovar por mais um ano, mesmo não sendo sob condições financeiras ideais, para concluir o ciclo olímpico bem?

    Se fracassar nas olimpíadas, só não vale reclamar, ok!!

    Responder

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *