Termina hoje a natação do Pan Americano e, com grandes chances, para grandes emoções em uma das competições de melhor nível das últimas edições. Confira prova a prova:

800 livre feminino –

Bruna Primati. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Bruna Primati. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Bruna Primati foi o melhor tempo da manhã nos 800 livre com 8:40.75, isso é sua melhor marca pessoal, baixando cerca de dois segundos do tempo feito no ano passado nos Jogos Olímpicos da Juventude em Nanjing, na China. Seus parciais: 1:00.99, 2:05.87, 3:1136, 4:17.22, 5:22.75, 6:28.94, 7:35.71 e 8:40.75. Foi uma vitória fácil na única série da manhã colocando cinco segundos de vantagem sobre a mexicana Monserrat Ortuño. Na parte da tarde, a segunda série onde Carolina Bilich é a segunda representante brasileira e vai nadar na raia 8.

200 medley feminino –

Joanna Maranhao. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Joanna Maranhao. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Caitlin Leverenz, a campeã dos 400 medley, repetiu o que havia feito na outra prova, nadou forte de manhã e quebrou o recorde de campeonato com 2:11.04 superando a marca da também americana Julia Smit de 2:13.07 de 2007. Sydney Pickerem do Canadá chegou em segundo e com 2:11.16 quebrou o recorde nacional do Canadá. Meghan Small dos Estados Unidos ficou em terceiro com 2:13.90.
Joanna Maranhão classificou se poupando em sexto luga rcom 2:15.32 e seus parciais de 29.17, 1:03.47 (34.30), 1:43.87 (40.40) e 2:15.32 (31.45).
Gabrielle Roncatto não se poupou, nadou forte e com 2:17.67 chegou perto da sua melhor marca de 2:17.50. Ganhou a raia 8 e vai para a sua primeira final de Panamericano. Seus parciais foram 30.07, 1:05.75 (35.68), 1:46.37 (40.62) e 2:17.67 (31.30).

200 medley masculino –

Thiago Pereira. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Thiago Pereira. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Henrique Rodrigues foi o melhor tempo da manhã, e mesmo se poupando, venceu com 1:59.91. Seus parciais 25.80, 55.34 (29.54), 1:30.34 (35.00) e 1:59.91 (29.57). Thiago Pereira entrou com o quinto tempo 2:01.68. Forçou apenas no borboleta com 25.23, depois 55.07 (29.84), 1:30.05 (34.98) e 2:01.68 (31.63). Mesmo com outros nadadores na casa do 2:00 e 2:01, a briga deve ser entre os dois brasileiros. É chance real de dobradinha e tomara que venha com recorde pan-americano derrubando o 1:57.79 do Rio 2007.

1500 livre masculino –
Duas séries pela manhã, os brasileiros Brandonn Almeida e Lucas Kanieski nadam a tarde. O melhor tempo da manhã ficou com o mexicano Ricardo Vargas com 15:27.23.

Revezamento 4×100 medley feminino –

Natalia, Beatriz, Daynara, Larissa. Revezamento 4x100 medley. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Natalia, Beatriz, Daynara, Larissa. Revezamento 4×100 medley. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Demorou menos de 24 horas o recorde panamericano de Etiene Medeiros 59.61 nos 100 costas. Natalie Coughlin abriu o revezamento americano para 59.20 dando uma boa vantagem para o time USA que escalou o grupo principal pela manhã para novo recorde da prova com 3:57.35. Katie Meili fez 1:06.57 de peito, Kelsi Worrell 57.63 de borboleta e Allison Schmitt 53.95 de crawl.
Canadá ficou em segundo com 4:02.28 e o Brasil ainda mais longe 4:11.06.
Na equipe brasileira, Natália de Luccas 1:03.07 de costas, Beatriz Travalon 1:10.08 de peito, Daynara de Paula 1:01.09 de borboleta e Larissa Martins Oliveira 56.82 de crawl, total de 4:11.06. A equipe luta por uma boa marca, mas não deve conseguir mais do que o bronze.

Revezamento 4×100 medley masculino –

Marcelo, Arthur, Thiago, Felipe. Revezamento 4x100 medley. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Marcelo, Arthur, Thiago, Felipe. Revezamento 4×100 medley. Jogos Pan-americanos, Natacao no Aquatics Centre. 18 de julho de 2015, Toronto, Canada. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Aqui ninguém puxou pela manhã. Os americanos até escalaram Nick Thoman para abrir, mas nadou fraco para 55.06. O time americano fez o melhor tempo das eliminatórias com 3:38.99, seguido do Canadá por 3:39.09 e o Brasil em terceiro com 3:42.83. A equipe brasileira nadou com Thiago Pereira, Felipe Lima, Arthur Mendes e Marcelo Chierigihini. Dos quatro, apenas Arthur e Marcelo voltam para a final. Thiago abriu com 58.40, Felipe 59.83, Arthur 52.38 e Marcelo 52.22. Na final, o Brasil vai nadar com Guilherme Guido, Felipe França, Arthur Mendes e Marcelo Chierighini.

1 responder
  1. fabiano marcondes
    fabiano marcondes says:

    Pelo que fiquei sabendo, foi decidido no congresso técnico que somente 2 nadadores(as) poderiam ser substituídos no rev 4x100me.

    Por isto que os países colocaram seus principais nadadores(as) na eliminatória.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *