A 87 dias do início da 16a edição do Campeonato Mundial dos Esportes Aquáticos, a FINA esteve fazendo uma visita ao centro de alimentação em Kazan logo após o encerramento da terceira etapa da Liga Mundial de Saltos Ornamentais. Kazan vai oferecer algo que nunca aconteceu nos Mundiais, uma vila onde estarão todos os atletas hospedados além de um centro de convivência e um enorme refeitório.

large_news_DSC_3968 middle_news_питание_3 middle_news_питание_4 middle_news_DSC_3973

A visita ao centro teve a presença do Secretário Geral da FINA, Cornel Marculescu, além de outros dirigentes que tiveram acesso ao menu a ser oferecido aos atletas durante o Mundial. Segundo o informe, quatro cozinhas internacionais estarão oferecidas aos atletas, européia, russa e tatar e asiática. Na cozinha européia, responsável por 31% dos pratos a serem oferecidos incluirá a cozinha mediterrânea além de pizzas e massas. Também serão oferecidos pratos de carne halal para os atletas da religião islâmica, além de pratos vegetarianos bem como outros sem lactose, sem glúten e kosher.

O refeitório vai ocupar três andares da Vila Internacional montada para o Mundial e vai ter a capacidade de servir cerca de 1.500 pessoas ao mesmo tempo. O restaurante estará aberto desde as 5:30 da manhã até a meia noite.

O site da FINA também anunciou que os exames anti-doping a serem realizados durante o Mundial serão organizados pela RUSADA, agência anti-dopagem da Rússia e os exames serão analisados no laboratório de Moscou, oficializado pela WADA.

kazan-medals

No final de semana, a Liga Mundial de Saltos Ornamentais foi realizada no Water Palace, uma das piscinas a serem utilizadas no Mundial. A piscina da natação segue em construção dentro da Arena Kazan, estádio de futebol que está sendo remodelado para o evento.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *