Os números são incontestáveis! Ryan Lochte vai para o seu sexto Campeonato Mundial de Piscina Curta, é o maior nadador desta competição, de longe. São 30 medalhas conquistadas, exatamente o dobro do mais próximo concorrente, Michael Klim que parou nas 15. Aliás, dos nadadores em atividade, nenhum nem supera 10 medalhas na competição.

Lochte desde que estreou no Mundial de Indianápolis em 2004, soma 20 medalhas de ouro, 6 de prata e 4 de bronze. Naquele Mundial disputado na piscina temporária construída na Arena do Indiana Pacers, Lochte foi ouro no 4×200 livre, prata nos 200 medley e bronze nos 200 livre.

Lochte com 22 anos em Shanghai 2006.

Lochte com 22 anos em Shanghai 2006.

No Mundial seguinte, em Shanghai 2006, foram três vitórias, uma prata e dois bronzes, dois recordes mundiais nos 200 costas (1:49.05) e 200 medley (1:53.31) além de um recorde de campeonato.

Ouro no 4x100 medley de Manchester 2008.

Ouro no 4×100 medley de Manchester 2008.

Mesmo no ano olímpico de 2008, Lochte esteve no Mundial de Manchester, mais seis medalhas, quatro ouros e duas pratas, mais dois recordes mundiais nos 100 medley (51.15) e 200 medley (1:51.56).

Com o seu grile em Dubai 2010.

Com o seu grile em Dubai 2010.

Dubai 2010 foram sete medalhas, cinco de ouro e mais dois recordes mundiais nos 200 medley (1:50.08) e 400 medley (3:55.50).

Arda Cakmak levou o ouro de Istambul 2012.

Arda Cakmak levou o ouro de Istambul 2012.

No último Mundial, Istambul 2012, ele se superou ainda mais: 8 medalhas, seis de ouro e dois recordes mundiais nos 100 medley (50.71) e 200 medley (1:49.63). Foram tantas medalhas que ele até deu uma para um jovem torcedor turco, Arda Cakamk de 9 anos de idade, o felizardo que voltou para casa com o ouro dos 200 medley.

Lochte e Katinka os melhores de Istambul 2012.

Lochte e Katinka os melhores de Istambul 2012.

Ryan Lochte e Michael Phelps estão igualados em número de medalhas internacionais. Ambos somam 77 medalhas aí inclusos Jogos Olímpicos, Campeonatos Mundiais de Longa e Curta, Jogos Pan Americanos e Pan Pacíficos.

Phelps é mais vencedor, são 61 ouros, 13 de pratas e 3 bronzes. Detalhe que tem apenas uma medalha em Mundiais de Curta, ouro nos 200 livre do Mundial de 2004, única prova que nadou. Além disso, nunca disputou os Jogos Pan Americanos. São mais ouros, e medalhas mais importantes.

Lochte soma as mesmas 77 medalhas, 49 ouros, 17 pratas e 11 bronzes. Beneficiado pelo Mundial de Curta, com suas 30 medalhas, consegue estar igualado com o maior nadador de todos os tempos em medalhas internacionais. Com o Mundial de Curta, Lochte deve assumir a condição de maior medalhista em competições internacionais da história em Doha.

O domínio de Lochte em piscina curta tem história. Foi nadador destacado na Universidade da Flórida com sete títulos nacionais e 24 “All-Americans” que são finais no concorrido e disputado torneio do NCAA.

Todas as marcas em suas provas de piscina de 25 metros são ou foram recordes americanos e mundiais. Nos 200 livre, é o recordista americano com 1:41.08. Nos 100, 200 e 400 medley é recordista mundial respectivamente com 50.71, 1:49.63 e 3:55.50. Nos 100 costas, os 49.99 já foi recorde mundial e os 200 costas de 1:46.68 é recorde americano e também já foi recorde do mundo.

Lochte em Doha é o nadador americano com maior número de provas: 6 individuais mais os revezamentos. Ele está escalado para nadar os 200 livre, 200 costas, 50 e 100 borboleta, 100 e 200 medley.

Um detalhe interessante em relação a carreira de Ryan Lochte em piscina curta, é que mesmo sendo o maior nadador de todos os tempos em Mundiais de 25 metros, nunca disputou uma só etapa do Circuito da Copa do Mundo da FINA.

Veja o que Ryan Lochte é capaz de fazer em 50 metros por baixo d’água só na sua pernada submersa 25.00!
https://www.youtube.com/watch?v=y_LP-Gf7A24

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *