Vencedores do ano passado: Poliana & Jorge Zariff

Vencedores do ano passado: Poliana & Jorge Zarif

O Prêmio Brasil Olímpico chega a sua 16a edição e o Comitê Olímpico Brasileiro anunciou algumas novidades no processo de escolha, premiação e até nova modalidade de prêmios. O evento volta ao Rio de Janeiro, depois de ser realizado no ano passado em São Paulo, a edição deste ano acontecerá no Theatro Municipal do Rio no dia 16 de dezembro.

Este ano, os melhores atletas masculino e feminino serão escolhidos exclusivamente pelo júri designado pelo COB integrado por jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte. Os melhores do ano além do Prêmio Brasil Olímpico receberão um prêmio em dinheiro no valor de 30 mil reais, uma novidade para esta temporada.

Outra mudança é a possibilidade de uma dupla ser escolhida como melhor atleta da temporada, coisa que antes para as duplas de volei e vela não era possível.

Novidade mesmo é a criação do Atleta da Torcida, uma escolha popular na internet através das mídias sociais que irá apontar num grupo de 12 atletas qual é o mais popular. A escolha destes 12 atletas, seis no masculino e seis no feminino será feita pelo COB levando em conta exemplos de superação, conquistas inéditas, atitudes e condutas dos mesmos durante a temporada. O vencedor, assim como os premiados como melhores do ano, também vai levar o prêmio de 30 mil reais.

Até o dia 16 de novembro as Federações Nacionais indicarão os nomes dos respetivos atletas escolhidos como os melhores do ano em suas modalidades. São 43 nomes. O COB anunciará o nome dos seis que concorrem para o Prêmio Brasil Olímpico, três em cada sexo.

Para relembrar confira os vencedores do Prêmio Brasil Olímpico desde a criação do troféu:
1999 – Maurren Maggi (atletismo) e Gustavo Kuerten (tênis)
2000 – Leila Barros (vôlei) e Gustavo Kuerten (tênis)
2001 – Daniele Hypolito (ginástica artística) e Robert Scheidt (vela)
2002 – Daniele Hypolito (ginástica artística) e Nalbert (vôlei)
2003 – Daiane dos Santos (ginástica artística) e Fernando Meligeni (tênis)
2004 – Daiane dos Santos (ginástica artística) e Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo)
2005 – Natália Falavigna (taekwondo) e João Derly (judô)
2006 – Laís Souza (ginástica artística) e Giba (vôlei)
2007 – Jade Barbosa (ginástica artística) e Thiago Pereira (natação)
2008 – Maurren Maggi (atletismo) e Cesar Cielo (natação)
2009 – Sarah Menezes (judô) e Cesar Cielo (natação)
2010 – Fabiana Murer (atletismo) e Murilo Endres (vôlei)
2011 – Fabiana Murer (atletismo) e Cesar Cielo (natação)
2012 – Sheilla Castro (vôlei) e Arthur Zanetti (ginástica)
2013 – Poliana Okimoto (maratona aquática) e Jorge Zarif (vela)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *